20.4 C
Vila Viçosa
Domingo, Maio 26, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Letónia e Évora estreitam laços e definem colaboração com vista à Capital Europeia da Cultura 2027


Num encontro de dois dias na cidade letã, as equipas de Évora_27 e Liepāja 2027 trabalharam conjuntamente em diferentes dimensões da iniciativa, tais como os conceitos, os programas culturais e artísticos, a comunicação e o alcance, entre outros tópicos.

A visita permitiu reforçar o conhecimento mútuo e descobrir o que aproxima as duas cidades e as suas propostas enquanto Capital Europeia da Cultura Depois da assinatura, em abril de 2023, em Évora, do Memorando de Entendimento entre as cidades de Liepāja, na Letónia, e Évora, em Portugal, ambas designadas com o título de
Capital Europeia da Cultura em 2027, as cidades reforçaram, esta semana, a cooperação, num encontro de dois dias na Letónia, que permitiu estabelecer as bases do modelo de cooperação no âmbito da iniciativa cultural mais emblemática da Europa.

A convite do Presidente da Câmara Municipal de Liepāja, Gunārs Ansiņš, a delegação de Évora, liderada pelo Vice-Presidente da Câmara Municipal de Évora, Alexandre Varela, e Paula Mota Garcia, Coordenadora da Equipa de Missão Évora_27, foi recebida por Gunārs Ansiņš e Inta Šoriņa, Presidente da Fundação Liepāja 2027 na manhã de segunda-feira, dia 02 de outubro.

Seguiram-se dois dias de cooperação entre as equipas de Liepāja 2027 e Évora_27, e os municípios das duas cidades, num programa que incluiu passagens por vários pontos da região – tal como Évora, e o Alentejo, Liepāja representa uma cidade, e uma região, Kurzeme do Sul – visitas a estruturas culturais locais que terão um papel na Capital Europeia da Cultura, encontros com agentes culturais e os media, e reuniões de trabalho sobre temas partilhadas pelas duas cidades, procurando pontos de contacto e alargando o terreno comum.

“Estamos muito felizes com este encontro entre Évora e Liepāja, duas cidades tão diferentes, mas que, curiosamente, têm tanto em comum, e que partilham o desafio de ser Capital Europeia da Cultura em 2027. Foram dias incríveis de diálogo, partilha e aprendizagem mútua, numa relação estreita que iremos desenvolver até 2027 e mais além.” declarou
Alexandre Varela, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Évora.

Gunārs Ansiņš, Presidente da Câmara Municipal de Liepāja, afirmou: “Esta cooperação internacional é algo que não pode ser subestimado, uma vez que o título de Capital Europeia da Cultura nos coloca de maneira muito mais marcante no mapa mundial. Liepāja e Évora defendem não só os valores da cultura, mas também os da democracia, algo que é crucial numa altura em que temos a guerra mesmo à nossa porta, na Ucrânia. Estamos desejosos que chegue 2027, um ano em que juntos poderemos implementar o programa com que sonhámos, demonstrando assim não só as nossas melhores qualidades através do prisma do programa artístico a toda a Europa, mas também reforçando o orgulho dos nossos próprios cidadãos nas suas cidades”.

“Tem sido uma experiência entusiasmante. Esta visita a Liepāja permitiu-nos aprofundar os pontos comuns que Évora e Liepāja partilham, e desenvolver modelos de cooperação com vista a 2027. Depois de aprofundarmos o nosso conhecimento dos conceitos propostos por Liepāja 2027 e Évora_27, e de mergulharmos nos programas culturais e artísticos de cada cidade, apercebemo-nos das semelhanças, dos pontos de contacto e de todas as possibilidades que se abrem. Apesar dos quilómetros que separam estas duas cidades em extremos opostos da Europa, há muito mais que as une.” afirmou Paula Mota Garcia,

Coordenadora da Equipa de Missão Évora_27, ao concluir dois dias de encontros. Inta Šoriņa, Presidente da Fundação Liepāja2027 reforçou esta visão: “Apesar de estarmos situados em lados diferentes da Europa, os conceitos dos nossos programas são muito semelhantes. Estamos ligados pelo fio condutor que une a visão de ambas as cidades – o desejo dos nossos habitantes de viver em equilíbrio. Trabalhar com a equipa de Évora revelase muito produtivo.

Achamos os portugueses muito fáceis de entender, abertos e com uma visão semelhante da maneira como querem desenvolver os projetos da Capital Europeia da Cultura. Existem desafios comuns a Évora, Liepāja e regiões vizinhas e, ao mesmo tempo, o entendimento partilhado de que a cultura é a principal força motriz para o desenvolvimento de qualquer comunidade e um grande contributo para os processos socioeconómicos globais”.

Assumindo-se como uma “cidade de paradoxos e opostos”, Liepāja 2027 coloca o conceito de (un)rest (agitação) na base de um programa cultural e artístico audaz, desenhado para responder aos desafios da região, do país e da Europa. De maneira semelhante, cruzando diferentes escalas (local, nacional e europeia), Évora 2027 propõe o VAGAR – enquanto plena consciência de que nós, humanos, estamos sempre em relação com o universo, e não num lugar de dominância – como resposta urgente de futuro para os desafios que a Humanidade enfrenta, como “uma outra arte de existência”.

Évora 2027, Capital Europeia da Cultura, é promovida pela Comissão Executiva Évora 2027, liderada pela Câmara Municipal de Évora. Esta Comissão Executiva é ainda constituída pela Direção Regional de Cultura do Alentejo, Universidade de Évora, Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central, Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional do Alentejo, Turismo do Alentejo – ERT, Fundação Eugénio de Almeida e Agência Regional de Promoção Turística do Alentejo – ARPTA. Évora 2027 conta com apoio das quatro comunidades intermunicipais do Alentejo que representam os 47 municípios da região.

Populares