34.8 C
Vila Viçosa
Quarta-feira, Julho 17, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Marcelo Rebelo de Sousa continua a acompanhar o trabalho da Fundação da Casa de Bragança, e diz: “está de parabéns o meu sucessor” (c/som)

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República Portuguesa, em declarações à Rádio Campanário, disse que “Vila Viçosa, e o Alentejo como um todo, estão muito ligados à vida da Fundação” da Casa de Bragança.

Não se encontrando à frente da mesa administrativa da Fundação há ano e meio, afirma manter a ligação com a Fundação, acompanhando “à distância tanto quanto” pode, as atividades da Fundação, assim como o desempenho do atual presidente Alberto Ramalheira que, afirma, “tem sido um trabalho notável”.

“É um homem com uma grande experiência da vida económica, financeira, política e social do país, e com uma visão muito grande”, diz Marcelo Rebelo de Sousa, concluindo que “está de parabéns o meu sucessor e fico feliz por aquilo que tem feito”.

Relativamente ao “projeto de obras” da Fundação, compreende que foi um ano difícil em termos de cortiça, devido às condições naturais, e quantidade e qualidade da cortiça do presente ano, mas o importante é que o polo de Vila Viçosa da Fundação se mantenha “vivo, atuante, virado para a comunidade, com atividades culturais constantes, aberto a estrangeiros”, tal como se tem verificado.

Recorde-se que Marcelo Rebelo de Sousa iniciou o seu percurso na Fundação da Casa de Bragança, em 1995, como vogal. Em 2012, após a morte de João Amaral Cabral, Presidente do Conselho Administrativo durante mais de três décadas, Marcelo Rebelo de Sousa assumiu o cargo, que ocupou até à sua nomeação como Presidente da República Portuguesa.

 

Populares