40.4 C
Vila Viçosa
Terça-feira, Julho 23, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Meses de verão de 2023 foram os mais quentes de que há registo

Os meses de verão de 2023 foram considerados os mais quentes desde que há registo, segundo o programa europeu de monitorização do clima Copérnico.

Esta estação do ano, apesar de terminar apenas a 23 de setembro, registou, nos meses de junho, julho e agosto, as temperaturas mais altas de sempre. Segundo o Público, o planeta está a um passo de ultrapassar o verão mais quente de sempre, registado em 2016, faltando apenas 0,1 graus Célcius para bater um novo recorde.

Segundo comunicado do Copérnico, entre os meses de junho e agosto de 2023, registaram-se as temperaturas mais altas a nível global, cuja a temperatura média foi de 16,77 graus Célcius, o que corresponde a um aumento de 0,66 graus da média calculada, constataram os cientistas do Copérnico e da Organização Meteorológica Mundial.

No que diz respeito à Europa, a temperatura média dos meses de verão foi de 19,63 graus, 0,83 graus acima da média dos últimos 83 anos.

De acordo com o Público, agosto foi o mês mais quente a nível global, ultrapassando todos os meses registados, à excepção do mês de julho de 2023. A temperatura média do ar, durante o mês de agosto, foi de 16,82 graus, 0,71 graus mais elevados do que a média obtida entre os anos de 1991 e 2020. O mês de agosto de 2023 bateu também um novo recorde, assinalando mais 0,31 graus que o mês de agosto alguma vez registado, no ano de 2016.

Estima-se ainda que, o mês de agosto de 2023, tenha obtido uma subida de 1,5 graus em relação aos tempos da média da Revolução Industrial.

 

Leia a notícia completa em: Público

Populares