12.4 C
Vila Viçosa
Sexta-feira, Maio 24, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Misericórdia de Reguengos de Monsaraz assinalou Dia Internacional da Pessoa com Deficiência (c/som e fotos)

A Santa Casa da Misericórdia de Reguengos de Monsaraz assinalou o 3 de dezembro, Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. O programa incluiu uma Cerimónia na Capela da instituição e a inauguração da exposição de “Presépios de C.A.O.”, elaborados pelos utentes do Centro de Atividades Ocupacionais (C.A.O.) e que até 6 de janeiro estará patente na capela.

Em declarações à RC, Manuel António Galante, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Reguengos de Monsaraz, aponta a importância de assinalar a data, para sensibilização da população.

Estas datas, recordam-nos que “há pessoas com necessidades especiais”, e que necessitam de respostas adequadas às suas capacidades.

A instituição detém uma residência recentemente ampliada em capacidade de 12 para 20 utentes, tendo ainda um C.A.O. que recebe diariamente 30 utentes, oriundos do concelho, ou encaminhados pelo Tribunal e pela Segurança Social.

“Vamos tentando que funcione o melhor possível”, declara o Provedor sobre o funcionamento diário da instituição e nomeadamente das referidas valências.

Pároco Manuel José Marques, declarou à RC que “estamos muito pouco sensíveis à questão da deficiência”.

Considera que, por “egoísmo e comodismo” não temos “a sensibilidade que nos faz ir ao encontro” das pessoas portadoras de deficiência “e dar-lhe apoio”.

Recorda que “todos somos pessoas e todos somos importantes”, da mesma forma que “o mundo é bonito também para estas pessoas”.

Desta forma, é importante “valorizar as instituições e as pessoas que trabalham nestas instituições”, e que cuidam dos utentes como parte da sua família.

A exposição apresentada, afirma, reflete a “dedicação, didática, atenção, carinho” que os funcionários colocam na sua relação com os utentes do C.A.O. de Reguengos de Monsaraz.

O Dia Internacional da Pessoa com Deficiência é importante para “mudar a nossa maneira de pensar e também de agir”, conclui.

 

{gallery}reguengos_misericordia_dificientes_nov17{/gallery}

Populares