20.9 C
Vila Viçosa
Terça-feira, Maio 21, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Mortes por afogamento aumentaram no Alentejo em 2022!

@jornalciencia

A morte por afogamento continua a ser a segunda causa de morte acidental em crianças e jovens no nosso País.

De acordo com os dados hoje divulgados pelo Observatório do Afogamento, o ano de 2022 foi aquele que registou mais mortes por afogamento em Portugal nos últimos 18 anos.

Foram registados  157 casos,  dos quais 12 registados nos Distritos de Beja, Évora e Portalegre.

Segundo os dados agora conhecidos, em 2022, Portalegre foi o distrito onde registaram o maior número de mortes por afogamento-7; logo de seguida vem o Distrito de Beja com 4 e Évora com 1.

Comparativamente aos dados de 2021, o número de mortes por afogamento aumentou exponencialmente uma vez que em 2021, no total, tinham sido registadas 3 mortes por afogamento-2 em Portalegre e 1 em Beja.

Se recuarmos a 2020, também os números registados em 2022 são superiores uma vez que em 2020, segundo dados disponíveis, foram registadas 8 mortes por afogamento nestes tr~es distritos(4 em Portalegre, 2 em Beja e e 2 em Évora)

A nível nacional, dos 157 casos registados, 37,6% ocorreram no mar, 34,4% em rio, 9,6% em barragens, 5,7% em poço e 3,2% em piscinas domésticas (portos de abrigo, tanques e lagos estão entre os restantes contextos de afogamento).

Consulte o relatório completo AQUI

 

Populares