19.8 C
Vila Viçosa
Sexta-feira, Junho 14, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Mural na margem esquerda do Rio Mira…Está oficialmente aberto o Festival Sete Sóis Sete Luas em Odemira!

A 31.º edição do Festival Sete Sóis Sete Luas já arrancou em Odemira com a realização de uma residência artística do artista luxemburguês Alain Welter, que pintou um mural na margem esquerda do Rio Mira.

Este foi , segundo dá conta a Autarquia de Odemira, o primeiro momento do Festival Sete Sóis Sete Luas, que irá decorrer no concelho de Odemira entre os dias 2 e 10 de setembro, no âmbito da iniciativa Setembro, uma imersão cultural.

O Festival Sete Sóis Sete Luas regressa a este concelho entre os dias 2 e 10 de setembro com uma programação repleta de diversidade cultural do mundo mediterrâneo e lusófono. Com o apoio do Município de Odemira, o programa musical e artístico será vasto e irá envolver músicos e artistas internacionais em concertos e circo acrobático, entre outras iniciativas com entradas gratuitas.
Os espetáculos da 31ª edição do festival arrancam no próximo sábado, dia 2 de setembro, pelas 21.30 horas no Quintalão em São Martinho das Amoreiras, com Ana González y Su Gente a representar o flamenco da região de Andaluzia, oferecendo uma noite de baile e canto.
No dia 3, pelas 19.00 horas, o Multiusos do Almograve recebe a atuação da companhia de circo-teatro de Bilbao, Orain-Bi e, às 21.30 horas, o concerto Med Luso 7Sóis Band irá juntar no palco da Praça dos Fuzileiros, no Almograve, seis músicos de Cabo Verde, Espanha, França, Itália e Portugal.

A programação continua com o concerto de Fetén Fetén no dia 9, às 21.30 horas, no Recinto de Festas em Odemira, que oferece uma viagem à música popular e tradicional do mundo ibérico com os seus ritmos mais característicos.
No dia 10, o festival despede-se de Odemira com o grupo musical catalão Germà Negre, a atuar na antiga moagem de Sabóia pelas 20.30 horas, com um concerto que promete uma atmosfera festiva onde é impossível não dançar.
Além dos diversos concertos e espetáculos dirigidos ao público em geral, está previsto um concerto solidário no Estabelecimento Prisional de Odemira, no dia 4 de setembro, com Med Luso 7Sóis Band.
De relembrar que o primeiro momento do festival aconteceu entre 21 e 25 de agosto, com residência artística e criação de uma obra de arte urbana a cargo do artista e ilustrador luxemburguês Alain Welter.
Em 2023, os espetáculos do Festival Sete Sóis Sete Luas estão inseridos na programação da iniciativa Setembro, uma imersão cultural, que tem por objetivo levar a descentralização e democratização da cultura no concelho de Odemira, conferindo ao mês de setembro um dinamismo diferente.

O Festival Sete Sóis Sete Luas é promovido por uma rede cultural que une 30 cidades de 12 países do Mediterrâneo e do mundo lusófono: Brasil, Cabo Verde, Croácia, Eslovénia, Espanha, França, Itália, Luxemburgo, Marrocos, Portugal, Tunísia e Turquia.

Populares