22.6 C
Vila Viçosa
Domingo, Junho 23, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

“Não queremos expulsar ninguém, mas dizer às pessoas que esta permanência é impossível”, diz presidente da Câmara de Castelo de Vide sobre caravanistas (c/som)

“Não podemos ter ali pessoas a dar um aspeto que é extremamente desagradável para quem visita o espaço e ao mesmo tempo chamar o turismo que de certa forma deixa outros benefícios e outras riquezas”.

É desta forma que o presidente da Câmara Municipal de Castelo de Vide reagiu à Rádio Campanário sobre a intenção do município em retirar as caravanas, as tendas e as estruturas instaladas na albufeira de Póvoa e Meadas.

António Pita diz que a barragem de Póvoas e Meadas é uma barragem que sempre foi assumida como um espaço de lazer, de excelência do ponto de vista ambiental, é um espaço onde muitos turistas habitualmente vão e o aspeto que a barragem tem oferecido até ao momento é um aspeto que fica muito aquém daquilo que se espera para um espaço que tem aquelas potencialidades”.

O autarca refere que “é um espaço que importa qualificar mas até ao momento não foi possível”, acrescentando, “aquele espaço está completamente desqualificado e não é desejável”, afirmando, “a Câmara Municipal irá assumidamente transformar aquele espaço num espaço de visita, um espaço turístico para toda a região, não podemos compactuar com situações que não se encaixam no ordenamento e na requalificação desse espaço e nesse sentido estamos a notificar todas as pessoas que perceberam perfeitamente que é um benefício coletivo”.

“Não queremos expulsar ninguém, mas dizer às pessoas que esta permanência é impossível”, realça.

A concluir António Pita diz que “há um interesse maior que é o interesse de termos aqui um espaço que pode ser um elemento diferenciador da perspetiva turística e da perspetiva ambiental, a câmara tudo fará para que este tipo de situações possa acontecer”.

Populares