19.8 C
Vila Viçosa
Sexta-feira, Junho 14, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Norberto Patinho diz que o Hospital Central de Évora “vai avançar nesta legislatura com um reforço de toda a prestação de cuidados médicos em todo o Alentejo” (c/som)

O deputado socialista Norberto Patinho pretende suceder a Capoulas Santos na liderança da Federação Distrital de Évora do PS, cujas eleições estão marcadas para 4 de março.

Norberto Patinho, de 61 anos, assumiu o lugar de deputado do PS eleito pelo círculo de Évora após a nomeação de Capoulas Santos para Ministro da Agricultura, tendo sido anteriormente presidente da Câmara de Portel, entre 1997 e 2013, e presidente da Federação Socialista de Évora, entre 2006 e 2010.

O deputado, que já liderou anteriormente a federação, afirmou à Rádio Campanário que pretende “servir o partido e a região e o distrito e sobretudo fazer o que tenho feito uma vida inteira, defender situações em que acredito e neste momento acredito que posso dar um contributo forte para o fortalecimento do Partido Socialista na região, aumento da sua base de apoio, os pontos que são sempre necessários dentro dos partidos porque há sempre algumas pequenas divisões que ficam dos resquícios de lutas internas”.

Instado, Norberto Patinho diz que ao nível do distrito, as divisões não são muito significativas, “apesar de haver opiniões diferentes, mas penso que é preciso alguém que tenha o perfil adequado para que essas pequenas diferenças possam ser sanadas e estou convencido que poderei dar um passo muito significativo no sentido de unir”.

“Eu estou também numa fase de desapego e de desprendimento pelo poder, posso contribuir de uma forma muito séria para uma renovação do Partido Socialista que é sempre necessária, mas uma renovação que não se dê com uma rotura entre gerações, uma renovação natural, o associar novos valores, que temos muitos, quadros de grande qualidade no Partido Socialista, referencias, não são todos os distritos que podem gabar-se de ter ministros, deputados europeus, muita gente por esses ministérios com muita qualidade e que na verdade são referencias (…)”, declara.

Norberto Patinho salienta que “ultimamente em todos os atos eleitorais temos sempre votações acima da média nacional, somos o maior partido, sem qualquer duvida, do Alentejo, mas não podemos ficar satisfeitos com os resultados, queremos mais e queremos que o Partido Socialista ainda dê mais pelo Alentejo do que tem dado até agora”.

O deputado destaca que pretende colaborar com este Governo e que a grande prioridade é o Hospital Central de Évora, “ainda hoje demos passos significativos nesse sentido, eu próprio apresentei uma resolução da Assembleia da república para recomendar ao Governo o avanço, mas além desta recomendação temos o compromisso já assumido (…) que este projeto vai avançar nesta legislatura e vai ter um reforço de toda a prestação de cuidados médicos em todo o Alentejo, vamos ser uma espécie de região piloto onde o ministério vai apostar em várias formas de dar resposta à população (…) dentro de uma nova renovação dentro do Serviço Nacional de Saúde, mas temos outros projetos e propostas e esse é o meu compromisso e ainda um outro de fundo que é contribuir para este ciclo e que o Partido Socialista volte a ser a força maioritária em termos autárquicos, julgo que a minha experiencia pode ajudar de uma forma muita séria e equilibrada a colocar o PS novamente na liderança”, acrescentando, “vamos apresentar listas fortes, sérias credíveis, capazes de ganhar as eleições e de sermos novamente uma força com muita representação nas autárquicas do distrito”.

Sobre ser deputado parlamentar, Norberto Patinho diz que tem sido “uma experiencia inovadora, não me passava pela cabeça ser deputado, o meu percurso sempre passou pelas políticas locais, mas foi um desafio (…) estou muito satisfeito, considero que a Assembleia da República é um espaço, neste momento, muito especial (…) é o centro da política, estou muito satisfeito por estar neste lugar e estou muito contente por ser deputado”.        

Também Florbela Fernandes, de 43 anos, Licenciada em Serviço Social e Pós-graduada em Gestão Social e Qualidade nas Autarquias, e presidente do Departamento das Mulheres Socialista de Évora, dirigente federativa e deputada na Assembleia Municipal de Mourão pelo PS pretende ascender ao cargo, sendo também candidata.

Populares