13.2 C
Vila Viçosa
Segunda-feira, Maio 20, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Nos primeiros 11 meses de 2020 morreram 360 pessoas nas estradas portuguesas

O relatório da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) registou entre janeiro e novembro 23.630 acidentes, destes resultaram 360 vítimas mortais, 649 feridos graves e 27.428 feridos ligeiros. Mas apesar destes números a ANSR aponta para uma melhoria nos principais indicadores.

Os valores apurados revelam uma melhoria nos principais indicadores de sinistralidade comparativamente com o período homólogo de 2019: menos 9.076 acidentes com vítimas (-27,8%), menos 77 vítimas mortais (-17,6%), menos 479 feridos graves (-22,5%) e menos 12.182 feridos leves (-30,8%).

De a acordo com a notícia avançada pela RTP, a colisão foi o acidente mais frequente (51,3% dos acidentes com vítimas, 43,1% dos feridos graves e 55,9% dos feridos ligeiros), apesar do maior número de vítimas mortais ter resultado de despistes (+46,1%).

Face ao período homólogo, nos despistes verificou-se uma redução de 35 vítimas mortais (-17,4%) e de 108 feridos graves (-13,5%).

Em relação aos atropelamentos, verificaram-se menos quatro vítimas mortais (-6,6%) e menos 164 feridos graves (-39,9%). Nas colisões observou-se um decréscimo de 38 vítimas mortais (-21,7%) e de 207 feridos graves (-22,5%), refere o relatório.

 

 

Populares