15.9 C
Vila Viçosa
Sábado, Junho 15, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

O Alentejo de sempre com novos pratos à mesa…restaurantes para conhecer sem pressas!

O Alentejo , uma das vais ricas regiões gastronómicas do país, é destaque na Boa Cama Boa Mesa do expresso.

A mesma gastronomia de sempre, típica do Alentejo mas com verdadeiras surpresas. Seja pela forma como abordam o receituário clássico, seja pela inovação que levam à mesa, sempre com produtos locais. 

Conheça aqui oito restaurantes para conhecer sem olhar para o relógio: 

Palma By Miguel Laffan
Miguel Laffan regressa ao Alentejo para dar nome e assumir a liderança do restaurante do Torre de Palma Wine Hotel. Privilegiam-se os produtos e produtores locais, bem como a ideia de partilha à mesa. 

Restaurante Herdade do Esporão
O caminho do restaurante é o da valorização dos produtores locais: 80% dos legumes provêm da propriedade. O chef Carlos Teixeira, do Restaurante Herdade do Esporão, criou dois menus degustação, de cinco e sete momentos marcados pela sazonalidade, nos quais propõe desde as ostras do Sado ao peixe de rio, lucioperca maturado, mas também o cachorrinho de lagostim ou o pato maturado com arroz de forno. 

Restaurante da Herdade da Malhadinha Nova
No âmbito da ampliação e renovação dos vários espaços da herdade, o restaurante da Herdade da Malhadinha Nova ganhou nova decoração e a companhia de uma taberna e loja. O conceito mantém-se ligado à terra, com produtos de produção própria, entre hortícolas e carnes, complementados pelos vinhos e azeites da herdade.

Restaurante Narcissus Fernadesii- Alentejo Màrmoris Hotel & Spa
Uma refeição preparada pelo chef Pedro Mendes é uma demonstração de perícia e domínio das técnicas de cozinha. O menu degustação Vila do restaurante Narcissus Fernandesii é servido com o pão cortado à frente do cliente para se ouvir o estaladiço da côdea, assim como a sobremesa, em forma de maçã Bravo de Esmolfe, com exterior de chocolate. Defensor da bolota, tem apontamentos do fruto em vários pratos como os pezinhos de coentrada e bolota e a sobremesa bolota, chocolate e gengibre.

Gadanha – Mercearia & Restaurante
A chef Michelle Marques cria pratos consoante os produtos da estação, mas o mil-folhas de bacalhau, os croquetes de borrego, a terrina de pezinhos de coentrada ou a farinheira com ovinhos e esparregado não saem da ementa. 

The Folly
O restaurante é todo um acontecimento, com peças de arte, bar com balcão generoso e vista para a garrafeira. O chef Hugo Bernardo, do restaurante The Folly aposta nos sabores regionais interpretados e apresentados de forma sofisticada como é o caso do Gaspacho 2.0 ou do Bacalhau Elvas 1947!, com folha e gema de ovo. 

Híbrido
O nome Híbrido deve-se, no fundo, a esta ideia de “fusão entre a cozinha ancestral e a cozinha moderna”. Assumem-se como um restaurante de cozinha de autor e “experimentalista” em que as cartas gastronómica e de vinhos sofrem alterações com muito frequência. Percebe-se, portanto, que a lista de pratos não seja extensa, comportando em média sete propostas, traduzindo naturalmente a sazonalidade dos produtos. 

Páteo Real
Restaurante histórico de Alter, ganhou nova vida com a chegada do chef Filipe Ramalho, que deu boas provas em Torre de Palma.  À mesa apresentam-se pratos tradicionais alentejanos, com toque contemporâneo e de autor. Dos dois fornos a lenha do restaurante Páteo Real espere pernas de borrego sempre prontas a sair. 

Fonte: BoaCama BoaMesa Expresso

Populares