19.3 C
Vila Viçosa
Quarta-feira, Fevereiro 21, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Pe. Marcelino Caldeira, fala em vida renovada em Vila Boim, Terrugem e Vila Fernando.

Numa tarde soalheira em Vila Viçosa, numa das suas esplanadas encantadoras, tivemos o prazer de conversar com o Senhor Padre Marcelino Caldeira sobre o seu projeto pastoral em Vila Boim, Terrugem e Vila Fernando desde 2022. “São comunidades muito serenas, muito tranquilas. Fui para lá num contexto de fragilidade de saúde, até para descansar e tratar-me. E é um povo acolhedor, muito simpático,” partilhou o padre.

Durante a nossa conversa, o Padre Marcelino destacou a generosidade e o espírito colaborativo das comunidades, especialmente em Vila Fernando, onde uma campanha angariou cerca de 6000 EUR para a recuperação da igreja. “O povo organizou-se e conseguimos os fundos necessários, todos os anos vou promover a pintura da Igreja de Vila Fernando,” revelou com um sorriso.

A catequese, afetada pela pandemia, está a reorganizar-se, com Vila Boim a mostrar uma dinâmica mais forte que Terrugem. O Padre Marcelino salientou um carinho especial pelo grupinho de jovens em preparação para o crisma, descrevendo-os como “gaiatos deste tempo, muito bem-educados.”

Quanto aos projetos pastorais futuros, o foco está na reorganização da pastoral dos doentes e da terceira idade, além da conservação do património. “A minha grande preocupação é essencialmente a reorganização da catequese e a conservação do património. Temos um grupinho de leigos muito empenhado e colaborador,” explicou.

Em Vila Fernando, a comunidade, embora envelhecida, é descrita como muito viva e participativa.

O Padre Marcelino também abordou a questão da saúde, referindo que, apesar de melhorias, permanece com algumas fragilidades. “O médico disse que fico com fragilidades, tem que ser com medicação, mas com alguns cuidados, a coisa está a correr bem.”

Terminamos a conversa com o Padre Marcelino a demonstrar o seu contentamento em estar nestas comunidades: “Estou no Paraíso, mas é bom que ninguém saiba para não me quererem roubar as paróquias.” Rematou.

Populares