13.2 C
Vila Viçosa
Quinta-feira, Junho 13, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Presidente da Turismo do Alentejo espera “com otimismo que a nova administração da Fundação da Casa de Bragança, tenha uma perspetiva mais aberta em relação ao Paço Ducal” (c/som)

O Presidente da Entidade Regional de Turismo (ERT) do Alentejo / Ribatejo, António Ceia da Silva, considera que na área do turismo não há necessidade de se inventarem coisas novas, mas sim “aproveitar ao máximo aquilo que existe”.

António Ceia da Silva declarou à Rádio Campanário, à margem do Colóquio “Turismo e Desenvolvimento em Espaço Rural – Desafios do Portugal 2020” que decorreu em Vila Viçosa este fim-de-semana, que Vila Viçosa “tem um património fantástico, quer o construído quer o material, que importa renovar”.

O Presidente da ERT entende que esse património deve “ser aproveitado da melhor forma”, esperando “com otimismo que a nova administração da Fundação da Casa de Bragança, tenha uma perspetiva mais aberta em relação ao Paço Ducal, às visitas, aos feriados e em relação à promoção e marketing daquele magnifico espaço. A Tapada Real é um património vastíssimo e fabuloso, único em todo o mundo que importa valorizar”.

Considera que a candidatura que a Câmara Municipal promoveu de Vila Viçosa a Património da Humanidade, caso venha a ser conquistado, é muito importante e tem grande relevo para este importante centro no Alentejo”.

Populares