22 C
Vila Viçosa
Segunda-feira, Abril 22, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Projeto em Évora pioneiro do Hidrogénio Verde

 

Segundo o Expresso, a empresa portuguesa Fusion Fuel, cotada no índice norte-americano Nasdaq, já ligou o seu projeto de demonstração H2Évora à rede elétrica portuguesa.

A instalação permite injetar na rede eletricidade obtida a partir de hidrogénio verde.

O projeto, pioneiro em armazenamento de energia e flexibilidade de produção, recorre a 15 dispositivos Hevo-Solar, fabricados em Portugal pela Fusion Fuel. 

O hidrogénio verde resultante passa depois para uma pilha de combustível, desenvolvida pela Ballard Power Systems, onde é armazenado, e depois é convertido em eletricidade para injetar na rede elétrica quando necessário.

Embora seja um processo energeticamente ineficiente (usar eletricidade renovável para produzir hidrogénio para voltar a gerar eletricidade), esta solução pode vir a funcionar como uma alternativa de armazenamento de energia e flexibilidade para a rede elétrica, funcionando em complemento com outras soluções de armazenamento de curta duração, como as baterias de lítio.

Segundo a Fusion Fuel, o H2Évora produzirá 15 toneladas de hidrogénio verde por ano. A pilha de combustível usada no projeto de demonstração tem 200 kilowatts (kW), pelo que os volumes que serão injetados na rede elétrica serão ainda residuais.

O principal interesse deste tipo de solução, nota a Fusion Fuel, é aproveitar o H2Évora para vender eletricidade à rede nos períodos de pico de consumo (que tendem a coincidir com preços grossistas de eletricidade mais altos).

 

Populares