12 C
Vila Viçosa
Sábado, Fevereiro 24, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Projeto inovador no Alentejo: águas residuais tratadas são aproveitadas para irrigação de vinhas

Um projeto inovador está a ser implementado no Alentejo com o objetivo de combater a falta de água que esta região está a ter durante a seca severa. Em resposta a esta necessidade, uma herdade decidiu utilizar águas residuais tratadas para regar as suas vinhas, sendo esta uma solução sustentável e eficiente para garantir o fornecimento de água.

O projeto teve origem em 2017, quando a Casa Relvas teve de aumentar a capacidade de tratamento da ETAR, a ETAR municipal fica muito perto de uma barragem da Casa Relvas “e porque não depois do tratamento as águas voltarem para dentro da nossa barragem”, afirmou Nuno Franco à Rádio Campanário.

Nuno Franco, diretor de viticultura e enologia da Casa Relvas, explica que a decisão de recorrer a esta solução foi motivada pela limitação das barragens da região em armazenar água suficiente para todo o ciclo vegetativo das vinhas. Em anos com invernos secos e pouca chuva, a falta de água no verão poderia comprometer o desenvolvimento da vinha. Utilizando a água tratada da ETAR, a herdade garante um fornecimento estável de água para irrigação.

Em 2019, o projeto avançou como um projeto-piloto, contando com o apoio das Águas de Portugal. Há cerca de 3 semanas atrás, o licenciamento necessário para a operação completa do sistema foi emitido, permitindo que a herdade continue a utilizar as águas residuais tratadas para regar as suas vinhas. O sistema já está em funcionamento e tem sido particularmente importante este ano, devido à ausência de chuva durante o período vegetativo, esta herdade teve de começar a rega 1 mês e meio mais cedo do que o normal. 

Através desta solução inovadora, a herdade mantém a esperança de superar os desafios impostos pelo clima e assegurar a produtividade e a qualidade das suas vinhas.

Apesar das condições climáticas cada vez mais imprevisíveis e dos ciclos atípicos, o uso de águas residuais tratadas representa uma alternativa promissora para combater a escassez de água. Além de fornecer uma solução sustentável, contribui para a preservação dos recursos hídricos e para a continuidade das atividades agrícolas na região. 

Populares