19.7 C
Vila Viçosa
Quinta-feira, Abril 18, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

“Queremos o Alentejo um espaço de discussão e vanguarda do combate às alterações climáticas” diz Presidente do IP de Portalegre(c/som)

 

Évora recebe durante dois dias, no auditório da CCDR Alentjo, a IV edição do Energy and Climate Summit, dedicada ao tema da Mobilidade e do Transporte Ferroviário.

O evento é organizado pelo Projeto GUARDIÕES – uma parceria entre o Instituto Politécnico de Portalegre (IPP), o Fórum da Energia e Clima (FEC) e a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA) .

A Rádio Campanário esteve presente e falou com Luís Loures, Presidente do Instituto Politécnico de Portalegre, parceiro do Projeto “Guardiões”.

Luís Loures começou por nos referir “o grande objetivo desta parceria é ser um projeto de um laboratório vivo que torne o Alentejo um espaço de discussão e de vanguarda naquilo que é o combate às alterações climáticas.”

O Presidente do Politécnico de Portalegre sublinha ainda “ a temática desta quarta conferência é uma temática que está na ordem do dia que tem que ver com a descarbonização mas também com aquilo que é o transporte, a mobilidade verde, o transporte ferroviário” justificando que “sabemos hoje em dia que a mobilidade rodoviária é responsável, a nível da Europa, por 25% daquilo que são as emissões de CO2 .”

Luís Loures considera importante discutir e debater estas questões “na busca de soluções que permitam não só resolver este problema mas também perspetivar um futuro melhor onde a questão da mobilidade não coloque em causa aquilo que é a conetividade dos territórios.”

É importante encontrar soluções mais sustentáveis mas que não isolem ainda mais o território e o Alentejo é um local extraordinário para pensarmos nisso pois sendo daqueles com menores emissões , são também aqueles que têm dificuldade maior ao nível das acessibilidades” acrescentou ainda.

Questionado pela Rádio campanário se a participação da ciência e das Academias nestas matérias é fundamental, o Presidente do Politécnico de Portalegre referiu “desde logo porque um dos grandes impactos deste projeto é a necessidade da educação ambiental.”

 

 

 

Populares