9.8 C
Vila Viçosa
Terça-feira, Abril 23, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

“Queríamos mais militares; Temos poucos mas bons a cumprir a missão” diz Com. do regimento de Cavalaria de Estremoz(c/som)

 

O Regimento de Cavalaria nº 3 de Estremoz realizou no passado fim de semana o XXXIX CNC “Dragões de Olivença” do RC3. As provas decorreram ao longo de dois dias no Castelo de Estremoz e nas instalações do RC3.

Esta prova hípica, que se realiza anualmente, pretende promover , para além da componente mais desportiva, momentos de confraternização e de sã camaradagem entre cavaleiros militares e civis convidados, ao mesmo tempo que pretende vincar uma tradição equestre entre as Unidades Militares de Cavalaria.

A Rádio Campanário esteve presente e falou com Peralta Pimenta, Comandante do Regimento de Cavalaria que começou por nos referir o regimento de Cavalaria está há muito tempo em Estremoz, faz parte de Estremoz e eu penso que os estremocenses já não se sentiam bem se o Regimento não existisse.”

Sobre o concurso em si, o Comandante referiu que “é uma tradição do regimento de Cavalaria, é feito anualmente, no entanto e devido à pandemia não se realizou nos últimos 2 anos e que o balanço é muito positivo.”

Questionado pela Rádio Campanário se também o regimento sente dificuldades no recrutamento de pessoas, o Comandante Peralta Pimenta refere “o problema do recrutamento não se verifica apenas neste Regimento” acrescentando “nós aqui no regimento fazemos um recrutamento local, ou seja o regimento recruta para si.”

Peralta Pimenta realça “se houver um cidadão que queira vir servir no serviço militar e queira ficar em Estremoz o período de contrato neste momento são 6 anos mas neste momento já há um contrato de longa duração que permite em algumas especialidades ir até aos 18 anos mas em grande maioria aplicam-se os seis anos.”

Segundo o Comandante do regimento “nós garantimos aos cidadãos que venham para o nosso regimento que fica 6 anos em Estremoz, ou seja não vai ser deslocado.”

Para Peralta Pimenta este facto “ajuda muito na retenção dos militares porque estão mais próximos de casa e gastam menos em deslocações.”

Ainda assim , acrescenta “ficamos sempre aquém daquilo que gostaríamos de ter, nunca estamos satisfeitos , gostaríamos de ter mais elementos e esforçamo-nos diariamente para que isso aconteça.”

No sentido de dinamizar o recrutamento, o próprio Regimento de Cavalaria “faz muitas ações de divulgação para que as pessoas saibam ao que vêm e estejam esclarecidas.”

Segundo o Comandante até que estes elementos cheguem ao Regimento “passam por um percurso, onde muitos acabam por ficar (recruta, parte física, exames médicos) mas aqueles que recebemos, eu penso, que gostam de estar e de servir no Regimento de Cavalaria 3.”

Para o Comandante do regimento “São poucos mas os que tenho são bons e cumprimos a missão, que é o mais importante.”

Populares