20.9 C
Vila Viçosa
Terça-feira, Maio 21, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Reguengos de Monsaraz com 36 camas e perto de 30 empregos para refugiados ucranianos

A Câmara de Reguengos de Monsaraz, no distrito de Évora, vai disponibilizar 36 camas para acolher refugiados ucranianos e já registou quase 30 ofertas de trabalho de empresas do concelho, revelou hoje a presidente do município.

Em declarações à agência Lusa, a presidente da Câmara de Reguengos de Monsaraz, Marta Prates, indicou que as 36 camas vão ser disponibilizadas através de duas casas que são propriedade do município, com 18 camas cada uma.

Numa delas, “falta só a limpeza e que venham instalar a Internet para que as pessoas possam falar com as famílias”, precisou a autarca, adiantando que a outra habitação ficará pronta dentro de “três semanas”.

Segundo Marta Prates, estas duas habitações “são antigas casas de funções dos juízes” e estão situadas no centro da cidade.

Além da oferta municipal, disse, foram disponibilizados dois montes, com sete camas cada um, e quatro famílias ofereceram a sua casa para acolher refugiados ucranianos, através da Bolsa de Habitação criada pela autarquia.

Os montes que foram oferecidos, um deles propriedade de um cidadão estrangeiro que vive fora de Portugal, “estão vazios”, mas “já fomos verificar e têm todas as condições”, sublinhou a autarca.

De acordo com Marta Prates, a Bolsa de Emprego que o município lançou para refugiados ucranianos já registou “ofertas de emprego de sete empresas”, com “perto de 30 postos de trabalho”, nas áreas da construção civil, hotelaria, restauração, serviços e olaria.

Estas empresas do concelho “estão disponíveis para integrar refugiados nos seus quadros”, realçou.

A autarca assinalou que o município já recebeu pedidos de ajuda de cidadãos ucranianos, nomeadamente de “duas mães com filhos e um idoso” e também de “uma outra pessoa que ainda está na Polónia”, mas frisou que ainda não chegaram refugiados ao concelho.

A comunidade ucraniana de Reguengos de Monsaraz é, atualmente, constituída por “30 a 40 cidadãos”, acrescentou.

Na sequência da invasão do território ucranianos pela Rússia, a Câmara de Reguengos de Monsaraz criou uma equipa de missão, denominada Juntos pela Ucrânia, para dar apoio psicossocial, logístico e no acolhimento de refugiados daquele país.

A equipa de missão pode ser contactada, para qualquer assunto relacionado com os seus eixos de atuação ou outros esclarecimentos, através do telefone 969628851 e por correio eletrónico (juntosucrania@cm-reguengos-monsaraz.pt).

A Rússia lançou na madrugada de 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que causou pelo menos 406 mortos e mais de 800 feridos entre a população civil e provocou a fuga de mais de dois milhões de pessoas para os países vizinhos, segundo os mais recentes dados da ONU.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas a Moscovo.

Populares