18.7 C
Vila Viçosa
Quinta-feira, Maio 30, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Reportagem: Já imaginou um Festival rodeado de mar e serra? Ele existe e é no Alentejo! (c/ som e fotos)

Foto: Festival

A Serra de São Francisco e o mar da costa de Santo André recebem, de 9 a 13 de agosto, o festival itinerante “A Estrada”. Numa entrevista concedida à Rádio Campanário, Carlos Gomes, diretor artístico do Festival, confessou que os preparativos decorrem a bom ritmo e desvenda pormenores que fazem do festival um evento único na região interior do país.

Já imaginou um festival onde a envolvente é a serra ou o mar ou, onde durante a noite, pode observar as estrelas? Não imagine mais porque esse festival existe e em Portugal. O “Estrada” vai, este ano, para a sua segunda edição com uma “programação muito diversa“, distribuída por 4 principais e 1 secundário, o palco floresta.   

A programação do Estrada acontece “ao longo da estrada que liga a Serra de São Francisco à praia da costa de Santo André nos pontos marcantes desse território como é a Corticeira de São Francisco da Serra”.

No panorama artístico, Carlos Gomes a parceria com a Câmara Municipal de Mértola permite que o “Estrada” receba o concerto que abriu o Festival Islâmico daquela localidade alentejana e que junta o músico Eduardo Paniagua às vozes de Celina da Piedade, Ana Santos e do Grupo Coral das Minas de São Domingos. Este concerto acontecerá no Palco Serra, na Corticeira de São Francisco da Serra, no dia 9 de agosto, pelas 22h30.

Da diversidade musical do “Estrada” faz parte também uma componente muito ligada às raízes e cultura portuguesa. É por esse motivo que Carlos Gomes destaca a junção do mestre da guitarra portuguesa, António Parreira, aos seus filhos Paulo e Ricardo Parreira que irão atuar pelas 23h15, no Palco Serra.

“O António, para além de ter tido o mérito de fazer uma carreira vastíssima, tocou por praticamente todo o mundo com grandes nomes do Fado como Amália Rodrigues, Alfredo Marceneiro e Carlos do Carmo e teve esta particularidade de passar esta mestria aos seus dois filhos que são dois grandes maestros da guitarra portuguesa”, adiantou.

Outro dos destaques adiantado por Carlos Gomes, é a atuação de Luís Trigacheiro, vencedor da edição de 2020 do programa The Voice Portugal, que cantará acompanhado do “toque flamenco” da Família Vargas, constituída Miguel Vargas, o seu filho Juan Vargas e seu genro Jose Jimenez. Os quatro atuarão, no dia 10 de agosto, pelas 00h15, no Palco Serra. 

Noutra zona do Festival, no palco lagoa situado no Monte do Paio, o músico fundador do grupo GNR, Vítor Rua, “vai fazer um solo de guitarra” e as novidades não se ficam por aqui.

“Vamos ter a META, uma jovem que trabalha a música tradicional com uma roupagem eletrónica e o DJ Xinobi que vai pôr as pessoas a dançar naquele palco maravilhoso”.

E se estes motivos ainda não o convenceram a ir ao Festival “Estrada” saiba que, sem sair da Praia de Santo André e em pleno pôr do sol ou com as estrelas a brilharem, pode assistir a nomes como Dúnia Lobo, a cantora caboverdiana que está radicada em Portugal e que irá presentear o público, pelas 21h00, com as suas “mornas e batuques“, a que se segue a atuação de Bandua, pelas 22h00. Já o duo de DJ’s brasileiros “Venga Venga” irá animar a costa alentejana, pelas 23h00.

Além da vertente musical, o festival conta, por exemplo, com provas de vinhos da Herdade do Cebolal que vai ter, segundo o diretor, uma dinâmica especial com o Enólogo Luís Capitão a fazer a apresentação dos vinhos acompanhado pelo som do acordeão de Maria Adélia Botelho. Porque nem só de vinho se fazem as apresentações gastronómicas do “Estrada”, também haverá lugar a uma prova de azeite musicada do Lagar do Parral.

No que diz respeito ao desporto, o “Estrada” possibilita aos amantes das caminhadas a realização de dois percursos distintos. O primeiro acontece no dia 12 de agosto, pelas 10h00, e o segundo no dia 13, no mesmo horário.

Toda a programação do festival pode ser consultada aqui.

 {gallery}festival_estrada{/gallery}

Populares