7.6 C
Vila Viçosa
Quinta-feira, Maio 23, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Science Retreats promove o projeto “Além Risco” que visa reforçar a capacidade de adaptação das populações locais do Alentejo

Os modelos climáticos prevêem o aumento da magnitude, frequência e duração de ondas de calor por todo o país, com particular incidência no Alentejo.

A exposição a ondas de calor pode conduzir à desidratação, agravamento de doenças crónicas, ao esgotamento, golpes de calor, inflamações respiratórias e problemas cardíacos, que afectam, sobretudo, grupos sociais mais fragilizados, e podem resultar em danos irreversíveis na saúde – inclusivamente, provocar a morte.

Face a este cenário, torna-se urgente a adopção de medidas de carácter preventivo contra as ondas de calor. Por essa razão, a Science Retreats tem vindo a promover o projeto “Além Risco” que visa reforçar a capacidade de adaptação das populações locais do Alentejo a estes efeitos e envolveu os cidadãos dos 14 municípios alentejanos na plantação de 50.000 árvores nos aglomerados urbanos do Alentejo Central, iniciativa financiada pelo EEA Grants, com o apoio da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central e da Fundação Calouste Gulbenkian. O objectivo deste projecto foi reduzir as “ilhas de calor”, reduzir as taxas de morbilidade e mortalidade, sensibilizar a população, e promover uma reflexão conjunta para a construção de uma comunidade mais consciente e mais resiliente às alterações climáticas.

A cerimónia de encerramento desta iniciativa terá lugar no dia 26 de janeiro, das 9h00 às 16h00, no Salão Nobre do Teatro Garcia de Resende em Évora, onde após a apresentação dos resultados do projeto, ocorrerá uma mesa-redonda sobre Adaptação às Alterações Climáticas em Meio Urbano e às 14h30 a atribuição dos Prémios Laboratórios Vivos Fernando Moital,

Populares