28.7 C
Vila Viçosa
Sexta-feira, Maio 24, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Situação da Urgência do Hospital de Portalegre continua a degradar-se

Chegou ao conhecimento do Sindicato Independente dos Médicos que a situação na urgência do Hospital de Portalegre continua a degradar-se.

Segundo o site oficial do Sindicato Independente dos Médicos (SIM), As escalas dos médicos de urgência estão sempre abaixo dos mínimos técnicos recomendados e repetidamente estão médicos a realizarem turnos 48 horas (e por vezes de 60 horas) ininterruptas, muito acima do que é legal, potenciando o erro médico e colocando em perigo a segurança dos profissionais e dos doentes. O pedido repetidamente formulado a IGAS para que estas escalas de urgência sejam alvo de investigação continua sem resposta.

O SIM tem inclusivamente alertado para o perigo de, mantendo-se esta situação, haver perda de idoneidade de alguns serviços. E é sabido como a formação de médicos internos é vital para a instituição e a prestação de cuidados de saúde.

Nos últimos anos, o SIM tem repetidamente alertado o Ministério da Saúde sobre a situação difícil que vive a ULSNA, EPE, avisando sobre a falta de condições de segurança e de trabalho dos médicos, a falta de políticas para a captação de médicos para a região e relembrando que também há que proporcionar incentivos para obviar a que os médicos que já se encontram na região a abandonem.

Conforme pode ler-se no site so SIM, “O silêncio, quer do poder central quer do Conselho de Administração, é sintoma da falta de interesse pela resolução dos problemas e pela saúde da população alentejana”.

 

Fonte: SIM

Populares