13.2 C
Vila Viçosa
Segunda-feira, Maio 20, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Tentativa de homicídio em Portalegre impedida pela PSP

Um homem tentou matar a ex-companheira, na madrugada deste sábado, em Portalegre. O agressor já estava a ser monitorizado através de pulseira eletrónica e impedido de se aproximar da vítima, devido a ocorrências anteriores.

A PSP de Portalegre, em comunicado explica os detalhes desta ocorrência:

Pelas 4:05 horas da madrugada de hoje, sábado, dia 05 de fevereiro, um homem com 31 anos de idade foi detido em flagrante delito, em Portalegre, por polícias da PSP, pelo crime de violência doméstica contra a sua antiga companheira de 21 anos de idade.

O agora detido tem antecedentes pelo mesmo tipo de crime e foi anteriormente detido pela PSP por violência doméstica, encontrando-se sujeito a vigilância por “pulseira” eletrónica e à medida de coação de proibição de contato com a vítima (sua antiga companheira) e de aproximação da sua residência.

Pelas 3:55 horas da madrugada de hoje, a Equipa de Vigilância Eletrónica de Évora da Direção Geral de Reinserção Social e Serviços Prisionais de Portalegre, informou os polícias de serviço de que tinham detetado que o agora detido possivelmente violara a medida de coação de proibição de aproximação da vítima

Imediatamente os polícias de serviço dirigiram-se para residência da vítima que, apesar de se situar em local relativamente difícil de encontrar, foi rapidamente localizada, facilitado pela feliz coincidência de se encontrar de serviço um polícia da Esquadra de Investigação Criminal do Comando Distrital de Portalegre, que seguia o caso de violência doméstica em questão.

Chegados ao local, os polícias ouviram gritos de pedido de socorro dentro da casa, pelo que, de imediato, se identificaram com gritos de “Polícia, abra a aporta” e simultaneamente iniciaram o arrombamento da mesma, por inequivocamente existirem indícios de que a vítima corria risco de vida.

Já no interior da residência os polícias viram a vítima ensanguentada, deitada no chão e o agressor em cima dela, com uma faca na mão.

O agressor, ao ver os polícias, desferiu mais uma facada na vítima, na zona do tórax, sendo de imediato derrubado por um polícia que se lançou sobre o mesmo e o impediu que repetisse o esfaqueamento.

Com o apoio dos restantes polícias presentes no local o agressor foi dominado, desarmado e detido.

Para além do golpe presenciado pelos polícias, a vítima apresentava outros cortes provocados pelo agressor,  pelo que a mesma foi transportada de urgência para o Hospital Dr. José Maria Grande, em Portalegre, onde recebeu tratamento, encontrando-se livre de perigo.

Após inspeção do local do crime, constatou-se que uma das janelas da casa havia sido partida a partir do exterior, pelo agressor, que a usou para entrar no seu interior.

O agressor detido foi presente a Tribunal, para primeiro interrogatório judicial, durante a manhã de hoje, tendo sido indiciado pela prática do crime de homicídio, na forma tentada, e sujeito à medida de coação mais gravosa de prisão preventiva.

Os dois menores que se encontravam no interior da casa  não foram agredidos nem sofreram qualquer lesão, tendo sido encaminhados pela PSP, de acordo com as normas aplicáveis à proteção das vítimas de violência doméstica.

Agradecemos à Equipa de Vigilância Eletrónica de Évora da Direção Geral de Reinserção Social e Serviços Prisionais de Portalegre, pela rápida sinalização da situação em questão, que nos permitiu salvar mais uma vida.

A PSP apela novamente a que vítimas, familiares ou conhecidos de pessoas vitimizadas denunciem, em qualquer Esquadra da PSP ou para proximidade@psp.pt, quaisquer comportamentos que indiciem ou consubstanciem práticas criminosas.

Reafirmamos o nosso compromisso e empenho na proteção dos nossos concidadãos mais vulneráveis, com todas as nossas valências policiais, nomeadamente com os polícias do policiamento de proximidade e de investigação criminal, no combate ao flagelo da violência doméstica que, infelizmente, continua a provocar vítimas mortais, especialmente entre as mulheres.

Populares