Alandroal

"Amo o Alentejo e nunca me esquecerei do concelho do Alandroal", diz Pe. Damião Rogério Ramos (C/SOM)

Entrevistas 06 Set. 2020

De 03 a 07 de setembro, a vila de Alandroal celebra as festividades em Honra de Nossa Senhora da Conceição, este ano marcado com um programa adaptado à nova realidade provocada pela pandemia COVID-19.

Este domingo, celebrou-se no Castelo do Alandroal a Missa Solene em Honra de Nossa Senhora da Conceição, seguida de procissão, mas em moldes diferentes - A imagem de Nossa Senhora da Conceição percorreu as ruas de Alandroal numa carrinha, acompanhada por um cortejo de viaturas. Ao longo das ruas, as janelas estavam ornamentadas com a tradicional colcha.

Estas festas em Honra de Nossa Senhora da Conceição foram as últimas presididas pelo Padre Damião Rogério Ramos, que vai ser transferido para as paróquias de Nossa Senhora da Graça (Azervadinha), S. João de Deus (Biscaínho), Nossa Senhora da Conceição (Branca), S. Pedro (Rebocho) e Santana do Mato e que foi também nomeado Capelão da Misericórdia de Coruche.

Aos microfones da Rádio Campanário, o clérigo afirmou que “sinto-me muito bem aqui, fui muito bem aqui recebido e muito bem acolhido”, mas que “é a hora de partir e a gente atende, em primeiro lugar a voz do Senhor. E o senhor Arcebispo pediu-me para colaborar com aquelas paróquias e devo tomar posse no próximo mês”.

O Pe. Damião Ramos deixou ainda vários agradecimentos – “quero, em primeiro lugar, agradecer a todas as paróquias do concelho do Alandroal, que nestes quatro anos trabalhámos juntos. É um povo muito generoso e muito acolhedor e um povo de grande coração, onde fui muito bem recebido”.

“Agradeço, de coração, a todas as pessoas que me ajudaram e que colaboraram com as paróquias, para o bem da nossa Igreja e quero também agradecer ao Diácono Simão, que me ajudou durante um ano e que também vai deixar a vila do Alandroal”.

O pároco deseja a todos os alandroalenses “muita saúde, muita paz, que sejam muito felizes e que Nossa Senhora da Conceição os proteja com o seu manto e, se Deus quiser, no próximo ano possamos celebrar esta data com mais pessoas, convivendo e partilhando a vida e que possamos seguir o nosso curso normal”.

Questionado que legado deixa naquele concelho, Pe. Damião Rogério Ramos refere que “acima de tudo, semeei a palavra de Deus. Tentei ser instrumento da Palavra de Deus, semeando o Evangelho, organizando a catequese e as comunidades, e estando presente na vida do povo”.

“O mais importante é sentir a presença de Cristo e eu acho que os frutos não são imediatos. Como diz S. Paulo, um planta, outro colhe. O que foi plantado, outros colherão no futuro e com muita humildade eu vejo assim este meu legado. Vem um novo pároco, também planta um bocadinho. Depois outro passa, e é assim que vamos contribuindo para o Reino de Deus”, disse o clérigo.

O Padre Damião salientou que “nunca me esquecerei do Alandroal, das nossas paróquias e das nossas aldeias. Amo de coração o Alentejo e adaptei-me muito bem aqui e gosto muito da cultura, do povo da gastronomia e do convívio. É um povo maravilhoso e amo esta região de coração”.

O Padre Marcelino Caldeira será o novo Pároco do concelho do Alandroal, não se sabendo ainda quando tomará posse.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Setembro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30