Campo Maior

“Eu não penso em derrota, eu penso em ganhar estas eleições. Ainda a procissão vai no adro...”diz Ana Gomes(com som e fotos)

Entrevistas 10 Out. 2020

Ana Gomes, candidata à Presidência da República, esteve este sábado, no Centro Cultural de Campo Maior, para a sua segunda ação de campanha, intitulada de Conversas “Cuidar de Portugal”.

A campanha presidencial da Ana Gomes teve início no passado dia 5 de outubro, com uma iniciativa que decorreu no Teatro da Trindade, em Lisboa, e que é agora replicada, em Campo Maior, e seguirá depois para Beja e Braga.

A conferência decorreu tendo em conta todas as medidas de segurança, e a candidata respondeu a várias questões colocadas pelo público, e fez uma alusão ao que é a sua candidatura.

Em entrevista exclusiva à Rádio Campanário, Ana Gomes, quando questionada se as perguntas colocadas pelo público poderiam, de igual forma, ter sido colocadas a um governante, respondeu que “tenho consciência que a intervenção de um Presidente da República, é distinta da intervenção do Governo no entanto tem que existir uma interacção. O/A Presidente da República tem como competência zelar pelo funcionamento das Instituições democráticas, por isso é natural que estas questões me sejam colocadas.”

Ana Gomes, em relação à sua atuação enquanto denunciante de situações que afetam o sistema, disse à nossa reportagem” a minha intervenção de denuncia daquilo que preverte o sistema é no sentido de o regenerar. Eu não acho que nenhum partido, incluindo o meu, possa ter interesses que se sobreponham aos interesses do País. Quando critico, é porque sou exigente.”

Relativamente à sua posição face a outras candidaturas, a candidata presidencial referiu “ desde o momento em que me candidatei, comecei a organizar a minha campanha ainda que, por ser uma candidatura independente seja um processo complicado, no entanto temos ido caminhando e eu tenho muita satisfação de hoje estar a iniciar a minha digressão pelo país, especialmente aqui no Alentejo, uma zona com um potencial extraordinário que não tem sido devidamente explorado.”

Questionada se se encontra confiante, Ana Gomes respondeu que # sim estou confiante. Considero que há espaço para todas as candidaturas que se apresentam e certamente todas contribuirão para a riqueza do debate.”

Eu não penso em derrota, eu penso em ganhar. Eu estou aqui para ganhar”- referiu.

Por último, questionada sobre as primeiras sondagens já reveladas, Ana Gomes respondeu “ainda a procissão vai no adro”, dando como exemplo a candidatura de Mário Soares a Presidente da República,em 1985, as sondagens davam-lhe 8% referindo que atualmente as sondagens “ já me dão mais que isso.”

A campanha presidencial da Ana Gomes teve início no passado dia 5 de outubro, com uma iniciativa que decorreu no Teatro da Trindade, em Lisboa, e que é agora replicada, em Campo Maior, e seguirá depois para Beja e Braga.


 

 


 


 


 


 


 


 


 


 

 


 


 


 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31