×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 63
JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 68

Vendas Novas

“O teletrabalho é o futuro. Estes protocolos são respostas dos concelhos às populações e empresários “diz Presidente da CM de Vendas Novas(c/som)

Entrevistas 28 Abr. 2021

Teve lugar, ontem, no Auditório Municipal de Vendas Novas, a cerimónia a cerimónia  de assinatura dos Acordos de Cooperação para a Instalação dos Espaços de Teletrabalho/Coworking no interior-Lançamento da rede Alentejo, que contou com a presença da Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa.

A instalação dos Espaços de Teletrabalho/Coworking no Interior é uma das medidas previstas na Resolução do Conselho de Ministros n.º 41/2020, de 6 de junho, que aprova o Programa de Estabilização Económica e Social, e consiste no “Apoio à criação de espaços de coworking/teletrabalho, no interior que visam reduzir as desvantagens do teletrabalho, nomeadamente o isolamento, fator frequente de desmotivação.

A Rádio Campanário, presente nesta iniciativa, falou com Luís Dias, Presidente da Câmara Municipal de Vendas Novas, um do três municípios alentejanos aderentes a este programa.

O Autarca começou por nos referir que todo este processo é fruto de um trabalho já iniciado em 2017, através da criação da Startup Alentejo, um espaço que atualmente contempla 60 empresas e no qual o espaço de coworking ocupa já 60 % da sua capacidade , havendo no entanto espaço para acolher mais pessoas e empresas que, neste contexto pandémico, precisem de não estar em casa e ter a possibilidade de partilhar novas experiências.”

Segundo o Edil, numa primeira fase o espaço tem capacidade para albergar cerca de uma dezena de pessoas e, numa segunda fase, com a requalificação da Startup Alentejo, a capacidade aumentará para cerca de 40 a 50 pessoas.”

O presidente da autarquia referiu ainda que esta requalificação representa”um investimento de 900 mil euros, permitindo-lhe quase duplicar a capacidade inicial, chegando rapidamente à possibilidade de albergar uma centena de empresas/pessoas “ acrescentando ainda que “o espaço está a ser repensado, mantendo a tradição e aliando a modernidade.”

Luís Dias sublinha ainda que “temos consciência que o teletrabalho, hoje, é o formato de trabalho que vamos ter para o futuro, numa óptica de redução de risco de contágio do vírus” evidenciando que “ desde sempre as autarquia têm estado na linha da frente e, neste caso, é importante a criação de um índice extra de motivação nos trabalhadores.”

“Estes protocolos são o futuro das respostas dos concelhos aquelas que são as suas populações e anseios dos empresários, numa óptica de promover a interligação entre os que já cá estão e os que hão-de vir”, acrescentou.

Segundo referiu ainda o autarca, este programa tem uma versatilidade que nos permitirá, enquanto houver espaço disponível, não negar respostas a ninguém, sendo uma mais valia a óptica da inclusão.

Todos os que pretendam, nomeadamente particulares, e desde que exista disponibilidade, podem usufruir deste espaço devidamente equipado para o efeito.

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Maio 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31