29 Nov. 2020
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00
×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 64

Vila Vicosa

UNITATE: Vai nascer em V. Viçosa uma nova valência de retaguarda, para resposta aos idosos, crianças e pessoas com deficiência (C/SOM)

Entrevistas 29 Out. 2020

A UNITATE - Associação de Desenvolvimento da Economia Social - vai criar um Centro Terapêutico e de Estimulação dirigido especificamente para a intervenção junto de crianças e jovens, pessoas com deficiência e idosos, institucionalizados e não institucionalizados, e que será uma estrutura de suporte e retaguarda à integração social dos cidadãos mais vulneráveis dos concelhos de Alandroal, Borba, Redondo e Vila Viçosa.

Como a RC avançou, a UNITATE celebrou esta quinta-feira, com a Caixa de Crédito Agrícola Mútuo do Alentejo Central, um Contrato Promessa de Compra e Venda sobre um espaço de serviços, propriedade da Caixa de Crédito Agrícola, localizado na Avenida Dr. Jeremias Toscano, em Vila Viçosa, para que seja instalado nesse espaço o novo centro de resposta social interconcelhia.

Em declarações à Rádio Campanário, Tiago Abalroado, presidente da Direção da UNITATE, refere que o Centro Terapêutico e de Estimulação funcionará como uma “resposta social, que procurará ser um instrumento de retaguarda”, com o objetivo de “incrementar aquilo que é o cuidar direto por parte dos cuidadores e por parte das IPSS´s”.

“Será uma resposta que vai trabalhar muito, quer com os cuidadores de pessoas com deficiência e crianças, jovens e idosos que estão em casa, quer com as demais respostas sociais das IPSS´s, mais concretamente os lares de idosos, as respostas para a população com deficiência e também na área da infância e juventude”, explica Tiago Abalroado.

O presidente da UNITATE salienta ainda que este centro “vai ter uma equipa multidisciplinar afeta, com terapeutas ocupacionais, psicólogos, técnicos na área da reabilitação psicomotora e enfermeiros” e que “terá esse espaço físico, com salas de estimulação e depois também terá uma articulação estreita com as diferentes estruturas locais e trabalhará fora de portas”.

Tiago Abalroado conta que percebeu da necessidade desta resposta social com “aquela que foi sempre a experiência do trabalho de relação diária da UNITATE com as IPSS´s e com a comunidade com o trabalho que a UNITATE promove nestes quatro concelhos desde 2015 e também ao nível da relação com as instituições sociais no território e que nesse trabalho, percebemos que existem algumas lacunas ao nível da terapêutica e da estimulação, que necessitam de ser colmatadas, mas que as instituições por força daquilo que é o seu trabalho principal, acabam por não conseguir apostar nessas áreas”.

“Nesse sentido surge esta necessidade de resposta complementar de retaguarda e de cooperação, pois só se conseguirá dar uma resposta desta natureza através de uma colaboração muito estreita com os vários atores, para potenciar o seu trabalho de forma efetiva na intervenção junto dessas áreas”, sublinha.

Segundo Tiago Abalroado, “o que na prática se pretende é um robustecer deste trabalho e dar a possibilidade aos utentes e aos que estão em casa, de poder beneficiar deste trabalho nestes campos da estimulação e das terapias, de forma mais próxima, mais personalizada e no seu meio natural”.

Sobre o espaço onde será instalado o novo Centro Terapêutico e de Estimulação, o presidente da Direção explica que “caberá à UNITATE desenvolver todas as obras e a adequação do espaço para conseguir instalar esta resposta social” e que “após a obtenção da licença de utilização junto do Município de Vila Viçosa, estarão reunidas as condições para celebrar a escritura pública de adquisição do imóvel”, que terá um custo para a UNITATE de 18 mil euros.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Novembro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30