Evora

Protestos de hoje na André de Gouveia em Évora reclamam mais funcionários. João Oliveira diz que "faltam 22 auxiliares e é o caso mais dramático" (c/som)

Regional 18 Nov. 2019

A Escola Secundária André de Gouveia em Évora foi palco de uma ação de protesto contra a falta de funcionários no distrito.

Aos microfones da Rádio Campanário o deputado pelo PCP, João Oliveira, explica que “é um problema nacional, mas no distrito de Évora tem sido muito relevante”.

Dois meses após o início do ano letivo “é lamentável que ainda existam escolas sem funcionários”, declara.

João Oliveira relata situações de “alunos com deficiência que não têm quem as acompanhe”, acrescentando que “os professores desdobram-se para realizar essas funções”.

“Situação pontual são as escolas que ainda conseguem funcionar com alguma normalidade”
João Oliveira 

 

O deputado refere que “temos situações onde nem a regularização de precários aconteceu”, explicando depois que “existe uma dúzia de trabalhadores que têm os pareceres já homologados, mas que aguardam a abertura de concurso para verem a sua situação resolvida”.

O parlamentar afirma que “praticamente todas as escolas do distrito estão a funcionar abaixo do rácio de funcionários que está estipulado por lei”.

No caso particular da Secundária André de Gouveia, o deputado refere que “é o caso mais dramático”, acrescentando que “faltavam 22 funcionários no início do ano letivo e a situação ainda se mantem”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31