Ao invés de “descerrar a placa da inauguração” da Biblioteca e Arquivo Municipal, Manuel Condenado viu-se a assinar o seu “término”

Regional 23 Jan. 2014

Um projeto do município calipolense que tem sido sujeito a muitas contestações, obrigações e opiniões está de novo no limiar da discussão, desta vez para um acordo final que não tem no final um “descerrar de placa”, porque não passou das escavações iniciais, mas sim, um “acordo de pagamento por término das relações não efetivadas”.

O projeto de que tanto se tem falado, e que o atual Presidente da Câmara, Manuel Condenado, anunciou em 2008 que arrancaria no ano seguinte, trata-se da construção da Biblioteca e Arquivo Municipal que seria construída junto ao antigo Museu do Mármore, instalada na antiga estação de caminho-de-ferro, um investimento no valor de 2,4 milhões de euros, obra entregue à empresa Lena Construções Atlântico e com prazo de conclusão de 18 meses.

Com as eleições autárquicas de 2009 e a mudança de executivo, a construção da Biblioteca foi suspensa, com anúncio em setembro de 2011, pelo anterior edil, Luís Caldeirinha Roma, alegando para a suspensão da obra “dificuldades financeiras” e fundamentando a decisão acrescendo que “o projeto estava mal feito e que o erro da antiga gestão rondaria os 350 a 400 mil euros por ano, pelo que a “Biblioteca e Arquivo Municipal estava para Vila Viçosa como o TGV para o país”.

Posteriormente, o município calipolense viu-se “abraços” com um processo de pedido de indemnização pela empresa a quem foi adjudicada a obra, que o atual Presidente da Câmara Municipal, Manuel Condenado, divulgou na Assembleia Municipal, realizada a 21 de novembro de 2013, ter um valor de 500 mil euros.

 

Manuel Condenado não “descerrou a placa” da inauguração, mas encerra este processo de indemnização com a assinatura do Acordo de pagamento, no valor de 188 365.34 euros, com a empresa Lena Engenharia e Construções, deliberado em reunião ordinária do executivo camarário, de 15 de janeiro do corrente ano. Este valor que tem por base o parecer técnico, elaborado pela empresa 2 Bilro+1 Projetos de Engenharia e Design, Lda, com pagamento de 50 mil euros no ato da assinatura do Acordo e o restante valor a pagar em 12 prestações mensais, perfazendo um valor de 138 365.34 euros. 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Julho 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31