Estremoz

"É um sonho do meu filho deixar a cozinha e dedicar-se à arte dos bonecos de Estremoz", diz mãe do artesão Duarte Catela

Regional 09 Dez. 2019

O Município de Estremoz assinalou o II Aniversário da Inscrição da Produção de Figurado em Barro de Estremoz, no passado sábado (7 de dezembro), na Lista Representativo do Património Cultural Imaterial da Humanidade.

Decorreu também a entrega da Certificação pele Adere-Certifica ao barrista estremocense Duarte Catela.

A Rádio Campanário esteve presente e falou com Helena Catela, mãe do artesão que por motivos profissionais não pode estar presente.

Helena Catela, começa por referir que “o meu filho tem como profissão chef de cozinha, mas nos tempos livres dedica-se a fazer bonecos de Estremoz”.

A progenitora explica que “ele tem 30 anos, mas começou com 3 ou 4 anos a mexe no barro”, por influência da “bisavó, artesã de bonecos de Estremoz”.

Foi através da influência da bisavó “que o bichinho do barro começou e surgiram os primeiros bonecos do Duarte”, conta-nos a mãe.

Helena refere que o filho “para além de moldar o barro também pinta os bonecos”, acrescentando que “atualmente já o vou ajudando na pintura, pois ele não tem tempo para tudo”.

Questionada pela RC sobre a possibilidade do filho se dedicar a tempo inteiro a esta arte, Helena Catela afirma que “mais tarde penso que sim, penso que ele pode deixar a cozinha e dedicar-se a tempo inteiro aos bonecos”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Agosto 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31