Vila Vicosa

“As despesas aumentaram, mas os clientes têm estado a regressar consideravelmente” diz cabeleireira de Vila Viçosa (c/som)

Regional 21 maio 2020


A 4 de maio, dia de início do período de desconfinamento, os cabeleireiros puderam reabrir. Este setor era um dos mais esperados para reabrir e teve logo um grande volume de clientes.

Ana Pinto, proprietária do estabelecimento Ana Isabel- Cabeleireiro e Estética, em Vila Viçosa, comprova esta grande adesão, “temos muitas clientes, estava tudo a aguardar a abertura”.

No entanto, tal como todos os espaços nos dias de hoje, existem muitas regras a ser cumpridas para evitar riscos de contágio da COVID-19.

A proprietária refere que tem de haver distância de pelo menos uma hora entre cada cliente, para que se possa “fazer a higienização do espaço”, obrigando a que se atenda menos clientes por dia. Anteriormente neste espaço chegavam a ser atendidas 20 clientes por dia e agora “cerca de 10 ou 12”.

Porém, Ana Pinto explica que a agenda está preenchida pois há muita procura e as marcações estão a ser feitas “de uma semana para a outra, não conseguimos atender as clientes no dia, nem na própria semana”.

Por parte das clientes refere não sentir medos ou receios, “vêm descansadas, têm seguido todas as normas, andam de máscara e fazem a desinfeção das mãos. Nem para a coloração tiram a máscara”.

Após dois meses com o espaço fechado, Ana Pinto conta que o regresso foi um pouco complicado, pois apesar da muita procura os gastos agora são mais.

Refere que anteriormente existia uma toalha para cada cliente que depois era lavada, no entanto, agora é necessários ter “toalhas descartáveis, penteadores descartáveis, tudo descartável, temos de ter sempre álcool gel para as clientes, desinfetante e temos de andar sempre a desinfetar o espaço. O gasto é muito maior que aquele que tínhamos”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Julho 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31