Imprimir esta página

Estremoz

Bonecos de Estremoz Património Imaterial da Humanidade: o ponto de partida para a valorização e salvaguarda desta arte

Bonecos de Estremoz Património Imaterial da Humanidade: o ponto de partida para a valorização e salvaguarda desta arte Município de estremoz
Regional 04 Dez. 2020

No próximo dia 07 de dezembro faz 3 anos da inserção da Produção de Figurado em Barro de Estremoz, na Lista Representativa de Património Cultural Imaterial da Humanidade.

O Município de Estremoz, na sua página oficial, deu conta que este dia foi um “Dia inolvidável que marcou não só o contexto local e nacional, mas também o internacional, já que continua a ser o único Figurado em Barro inserido numa Lista UNESCO.”

Segundo a autarquia, “mais que um ponto de chegada, a inserção na Lista Representativa foi um ponto de partida para um trabalho que continua a ser desenvolvido para a Valorização e Salvaguarda desta arte estremocense.”

Reportando-se a resultados concretos deste trabalho, a curto prazo, o Município avança “teremos a inauguração de um Centro Interpretativo no primeiro semestre de 2021, e primeiro trimestre será apresentado o Laboratório de Investigação, Conservação e Restauro, o qual estará igualmente localizado no Palácio dos Marqueses da Praia e Monforte” destacando ainda “em termos do Laboratório, o protocolo que vai ser assinado com o Centro Hércules da Universidade de Évora, para que este setor usufrua do Know how científico desta instituição que é uma referência internacional.”

Finalmente, adianta o Município, durante este mês de dezembro,” temos ainda a entrega da certificação como produtores reconhecidos de Bonecos de Estremoz, aos barristas Madalena Bilro e Zé Carlos Rodrigues.”

O Município de Estremoz termina reforçando que este é um “momento de grande relevância, porque marca a que é certamente a maior vitória da candidatura a Património da Humanidade, a continuidade assegurada do Boneco de Estremoz.”