Evora

Câmara Municipal de Évora com medidas mais restritivas a partir de segunda-feira

Regional 19 Mar. 2020

Em entrevista à RC, Carlos Pinto de Sá, Presidente da Câmara Municipal de Évora, afirma que o Plano de Contingência do Município “está atualizado, mas com a declaração do Estado de Emergência, prevemos a necessidade de alterar o plano e estamos a aguardar as decisões do Conselho de Ministros para podermos proceder a essas alterações e à adequação do Plano de Contingência às questões que decorrerem das medidas nacionais que forem tomadas”.
Em Évora, tal como afirma o autarca, o Plano de Contingência “foi aprovado no dia 16 de março e criou duas equipas, uma de coordenação e uma de saúde e segurança. Essas equipas têm estado em contacto 24 horas por dia e têm reunido regularmente sempre que é necessário”.
“Quanto à Câmara temos o objetivo fundamental que é mantê-la a funcionar e em particular, os serviços essenciais, como a água, o saneamento, o lixo, o cemitério e a proteção civil”, aponta o Presidente.
Relativamente ao trabalho feito pelos diversos departamentos do Município, o autarca aponta que “estamos a procurar que continuem a funcionar, ainda que com restrições e criando equipas de reserva que possam assegurar esses serviços, usando o teletrabalho e várias formas de organização diferenciada, mas que permitem que as funções do município continuem, para que haja uma boa resposta”.
A Câmara Municipal de Évora já tem todos os serviços com funcionários em teletrabalho, mas sempre “garantindo que o serviço não feche, tendo presencialmente um administrativo e um técnico superior em cada serviço para garantir o funcionamento”. 
“A partir de segunda feira esta situação intensificar-se-á, nomeadamente nas áreas da Câmara onde os serviços são essenciais”. 
No Município está-se também a trabalhar para garantir o bem estar de todas as pessoas pertencentes ao “grupo de risco”. Como afirma o autarca “a ideia é que possa haver a capacidade de responder numa situação de isolamento, numa situação em que haja dificuldade de fazer compras ou de ir à farmácia. O plano já está acionado, neste momento estamos a fazer contacto com todos os idosos do concelho que têm o Cartão do Idoso, com as juntas de freguesia, com outras instituições, no sentido de garantir que se houver necessidades desse tipo poderemos e temos capacidade para lhes responder”. 
 Deixa um agradecimento a “um conjunto vasto de trabalhadores, que têm demonstrado a sua disponibilidade para nos ajudar e até alterar as suas funções quando houver necessidade disso e queria destacar aqui essa entrega e essa vontade dos trabalhadores de ajudarem a resolver o problema”. 
“Temos de ter a consciência que a declaração do Estado de Emergência não vai resolver o problema, que esta é uma situação que se vai prolongar por semanas, porventura até meses, por isso temos de ter a capacidade para com serenidade, mas com muita vontade de encontrar soluções , dar respostas e podermos garantir a nossa atividade nos meses que se vão seguir”, termina o autarca.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Julho 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31