×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 64

Centros históricos de Évora e Elvas permanecem isentos de IMI

Centros históricos de Évora e Elvas permanecem isentos de IMI Fotos: E-culture e Rotas turísticas
Regional 11 Fev. 2020

Uma coligação negativa chumbou a proposta do Governo de retirar a Isenção do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) dos prédios e monumentos dos centros históricos classificados pela Unesco, mantendo-se isentos deste pagamento os centros históricos de Évora e Elvas.

O Movimento para a Defesa do Centro Histórico de Évora qualificou esta decisão como uma vitória para o património, esta que segundo o Jornal de Notícias, foi uma foi uma das associações mais interventivas na defesa de isenção de IMI nos centros Históricos classificados como Património da Humanidade pela UNESCO.

A proposta foi chumbada na Assembleia da República com os votos contra de PSD, PCP, PEV, BE, CDS, IL e Chega. PS foi o único partido a votar a favor e o PAN absteve-se.

Desta forma os proprietários de imóveis em centros históricos classificados pela UNESCO nas cidades do Porto, Guimarães, Évora, Sintra, Angra do Heroísmo, Óbidos e Elvas continuam isentos do pagamento de IMI.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Novembro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30