Beja

Cigarro aceso na origem de incêndio num prédio em Beja que matou enfermeiro, conclui PJ

Cigarro aceso na origem de incêndio num prédio em Beja que matou enfermeiro, conclui PJ CM
Regional 14 Out. 2019

Um cigarro aceso é a causa de um incêndio urbano que ocorreu em Beja no passado dia 3 de agosto e que tirou a vida a um enfermeiro, conclui o relatório da diretoria do Sul da Polícia Judiciária (PJ).

Segundo o relatório, citado pelo Jornal de Notícias, tudo aponta para que a vítima, de 36 anos natural da freguesia de Ferreiros em Braga, tenha adormecido com um cigarro aceso e, quando acordou, estaria já bastante intoxicado por monóxido de carbono proveniente do fumo, não conseguindo escapar às chamas que lhe tiraram a vida.

Recorde-se que, tal como noticiado pela Campanário, por volta das 06h00 do dia 3 de agosto os bombeiros receberam o alerta para um incêndio urbano. Deste incêndio há a registar uma vítima mortal e dois feridos, uma mulher e um bombeiro por inalação de fumo.

Até há data o prédio esteve inabitável por não serem permitidas obras de recuperação, pois houve necessidade de aguardar pelo relatório da PJ, agora divulgado.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Novembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30