05 Jul. 2022
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00
×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 63

COVID-19: Turistas estão melhor no Alentejo do que na Broadway em Nova Iorque

Regional Escrito por  28 Abr. 2020

O Alentejo quer captar turistas nacionais este verão e está a trabalhar na certificação sanitária do setor, para que os visitantes prefiram férias em Serpa (Beja) ou Alegrete (Portalegre) do que na Broadway, em Nova Iorque (Estados Unidos).

"É lógico que, este verão, teremos apenas turismo interno. Será muito difícil que o turismo internacional possa ter qualquer espécie de retoma nesta fase", disse à Lusa o presidente da Entidade Regional de Turismo (ERT) do Alentejo e Ribatejo, António Ceia da Silva.

Segundo o responsável, o território tem de "lutar imenso para conquistar turistas portugueses" para o verão, colocando em evidência "as características muito interessantes que também, neste aspeto", em tempos de pandemia, "a região possui".

O Alentejo "tem horizonte, espaço, tranquilidade, não tem grande aglomerado de pessoas. Eu diria que um turista, hoje em dia, preferiria ir para uma unidade de turismo rural em Serpa", no distrito de Beja, "ou em Alegrete", no concelho e distrito de Portalegre, "do que ir para a Broadway, em Nova Iorque", nos Estados Unidos da América, comparou Ceia da Silva.

O presidente da Turismo do Alentejo e Ribatejo disse acreditar que "a reabertura" do setor turístico, quer ao nível dos alojamentos, quer ao nível da restauração e das empresas de animação, "irá surgir durante o verão, de uma forma progressiva" e que os territórios que lidera já estão "preparados para lançar uma campanha de turismo interno".

Mas, para captar turistas, "a segurança sanitária será decisiva", alertou, destacando que o Alentejo e Ribatejo estão já a trabalhar na "certificação sanitária", com a Universidade Nova, os hotéis, a restauração e as empresas de animação turística.

Como exemplo, o responsável indicou que, fruto deste trabalho, que também terá de incluir as autoridades de saúde, vai decidir-se "se os hotéis abrem quarto sim, quarto não ou piso sim, piso não", o que depende da sua dimensão, "e qual a lotação de restaurantes".

"Há matérias que têm de ser trabalhadas agora, em maio e junho, para que no verão possamos ter algumas expectativas de receber turistas portugueses", mas estes só virão com estas "questões de segurança, como a utilização de máscaras em todas as unidades, a limpeza e higienização dos espaços e a criação de zonas devidamente confinadas nas praias", assinalou.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Julho 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31