11 Ago. 2022
Nuno Rocha
Á mesa com a RC
13:00-14:00

Vila Vicosa

"D. João regressou a Portugal e o seu filho Imperador consagrou o Brasil a N. Sra. da Conceição de V. V.", diz o autor do livro "A Conceição de Portugal e do Brasil" (c/som e fotos)

Regional Escrito por  01 Dez. 2021

No âmbito das comemorações do dia 1 de dezembro, ou seja, da Restauração da Independência de Portugal, o Salão Nobre do Município de Vila Viçosa recebeu esta tarde a apresentação do livro "A Conceição de Portugal e do Brasil", do Engenheiro António Trigueiros.

A Rádio Campanário esteve presente no evento e falou com o autor, que nos contou um pouco da história que o seu livro retrata, ou seja, Nossa Semnhora da Conceição de Vila Viçosa e também do Brasil.

António Trigueiros começou por nos contar que "quando a Corte se mudou para o Brasil com D. João, príncipe regente e depois Rei, ele institui uma ordem militar, chamada "A Ordem Militar de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa," revelando que "ele era Rei do reino unido," isto é, "de Portugal, do Brasil e de todos os territórios sobre a soberania portuguesa."

"Depois do regresso do Rei a Lisboa, o filho dele, o Imperador do Brasil, deu autorização para que o Brasil fosse consagrado a Nossa Senhora da Conceição."

"Mais tarde, durante a República, as coisas esmoreceram, mas, no século XX os sinos dos brasileiros consagraram, novamente, o Brasil a Nossa Senhora da Conceição," revelando que no Brasil "não se chama assim, chama-se Nossa Senhora Aparecida, porque a imagem da Nossa Senhora da Conceição, uma imagem de madeira, apareceu num riacho e foi considerado um milagre."

O autor explicou que o título do seu livro foi este, " A Conceição de Portugal e do Brasil "porque  existe também uma Conceição Espanhola, daí a razão do título do livro, esta é a Conceição de Portugal, não é a Conceição de Espanha."

Sobre a história que o livro retrata, António Trigueiros explicou que "o livro trata-se de narrar a história das figurações emblemáticas da Padroeira de Portugal", acrescentando que "essas figurações estão na moeda comemorativa, que D. João IV mandou fazer, estão nas medalhas, que depois foram feitas a seguir, e está na insígnia da Ordem Militar da Conceição, que D João VI fez. "

Concluindo que no seu livro "narra-se a história da moeda, da medalha e da insígnia da Ordem Militar."

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Agosto 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31