Barrancos

Dialeto barranquenho defendido como "língua de contacto" entre os países ibéricos

Publicado em Regional 28 agosto, 2018

O dialeto barranquenho surge como língua de contacto entre o português e o espanhol, defende a catedrática María Victoria Sánchez-Élez, da Universidade Complutuense de Madrid.

Na sua obra "O Barranquenho. Língua. Cultura. Tradição", a autora aponta este dialeto circunscrito à região baixo-alentejana do concelho de Barrancos, como uma língua de contacto entre os dois idiomas.

O livro resulta de anos de investigação, apresentando na uma análise sociolinguística que demonstra a relação entre fatores linguísticos e fatores sociais, nos falantes do barranquenho.

Este “trabalho pioneiro” foi iniciado na década de 20 do século XX por Lindley Cintra, tendo esta obra voltado a despertar o interesse de investigadores espanhóis, brasileiros, uruguaios e galegos no dialeto.

O livro contém um capítulo dedicado à literatura oral e tradicional, que inclui romances, contos, canções, música e anedotas, da cultura barranquenha.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Agosto 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31