Escola EB Horta das Figueiras (Évora) uma das três escolas escolhidas para projeto Europeu que visa o combate às alterações climáticas

Regional 10 Dez. 2019

Projeto “A Minha Escola é Verde” avança.
 

O projeto europeu LIFE-myBUILDINGisGREEN, no qual a Escola EB Horta das Figueiras e toda a comunidade educativa está envolvida, e que tem como grande finalidade o combate às alterações climáticas, teve, recentemente, dois importantes avanços: a Assembleia de Escola já recolheu as propostas dos alunos para o “Pátio Verde”; e no topo do edifício já foi colocado um protótipo de cobertura verde.

Recorde-se que esta intervenção visa a colocação de mais árvores e plantas no edifício e pátio da escola, por forma a combater o calor no Verão e melhorar a qualidade do ar.

Durante a Assembleia de Escola, realizada a 4 de Dezembro, que contou com a presença do Coordenador do Projeto Salustiano Torre Casado (CSIC) e José Fermoso (CARTIF), do representante da CIMAC Teresa Batista, do representante dos Docentes Carla Romanga, do representante dos Pais Ângela Barreto e do representante do pessoal não docente Ana Sofia Piteira, os alunos Lara Abelha e Rita Fernandes (1º Ano), Maria Do Carmo Coutinho e Maria Ana Matos (2º ano), Carlota, Matilde, João Afonso, Beatriz Almeida (3º ano), Sarah Barreto e Maria Casquinha (4º ano) fizeram as apresentações ao júri e plateia das propostas de cada turma, bem como os representantes dos pais - Patrícia Claudino e Ana Oliveira – que apresentaram uma proposta em forma de maquete.

No dia seguinte, procedeu-se à colocação do protótipo de cobertura verde no edifício escolar e, ainda, à instalação de vários ninhos nas árvores, previamente construídos por alunos e encarregados de educação, em várias sessões levadas a cabo para o efeito, decorrente da iniciativa “De pequenino… eleições na escola Horta das Figueiras” realizada em outubro.

Neste dia, a vice-presidente da Câmara Municipal de Évora e vereadora do pelouro da educação, Sara Dimas Fernandes, assistiu a estas duas intervenções, conjuntamente com os pais, alunos, pessoal docente e não docente, para as quais contribuíram vários trabalhadores da edilidade, de diversos serviços.

  Edifícios verdes

O projeto europeu LIFE-myBUILDINGisGREEN, que em Évora tem a Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC) como entidade promotora, tem a escola EB da Horta das Figueiras a desenvolver a experiência piloto, que foi acolhida pela Câmara Municipal na procura de implementar soluções experimentais participadas que contribuam para melhorar o desempenho térmico dos edifícios escolares recorrendo a soluções baseadas na natureza.

O projeto europeu LIFE-myBUILDINGisGREEN, é financiado pelo Programa LIFE (LIFE17 CCA / ES / 000088), e tem como objetivo o estudo da aplicação de “soluções baseadas na natureza” (NBS) para a resolução do problema. O Projeto tem a duração de 4 anos, é coordenado pelo Real Jardin Botanico (RJB-CSIC) tendo como participantes o Centro de Tecnologia CARTIF de Valladolid, a Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC), o Município do Porto e a Diputación de Badajoz.

O projeto pretende analisar o impacto das soluções baseadas na natureza como medidas de adaptação às alterações climáticas em três escolas, uma na cidade do Porto, uma no Alentejo Central, em Évora e uma na província de Badajoz, em Solana de Los Barros. Assim, promover-se-ão medidas de adaptação sustentáveis baseadas nos ecossistemas, incrementando a capacidade de aplicar o conhecimento adquirido na prática através da demonstração e disseminação em workshops.

Os edifícios a abranger nesta operação são ocupados por estudantes e profissionais da educação de todos os níveis, por profissionais de serviços sociais e pelo público em geral que ocupa, regularmente, estes centros entre 70 e 75% do seu tempo.

Assim, serão instalados protótipos de NBS em fachadas e divisórias, telhados, superfícies externas e estacionamentos nos edifícios-piloto selecionados. Além disso, esta instalação será complementada pela implementação de medidas sustentáveis de ventilação natural induzida, sombreamento sazonal (natural e artificial) e a escolha de espécies nativas das áreas do Mediterrâneo e do Atlântico.

Com este projeto, é expectável uma melhoria significativa no conforto térmico dos cidadãos. As medidas adotadas podem ser replicadas em outros edifícios.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Agosto 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31