×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 63
JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 68

Alentejo

Exclusivo: Pres. da Vila Galé diz que “o Alentejo está a entrar numa onda boa” e fala de projetos em Alter do Chão, Elvas e Portalegre (c/som)

Regional 24 Set. 2018

A Campanário falou em exclusivo com o Presidente da Administração do Grupo Vila Galé, Jorge Rebelo de Almeida, sobre os investimentos que o grupo está a desenvolver no Alentejo, nomeadamente em Elvas e Alter do Chão, bem como nas suas perspetivas de futuro para o turismo da região. Deixando em aberto um possível projeto também em Portalegre, Jorge Rebelo de Almeida afirma que o Alentejo “está a entrar numa onda boa” e que por isso “a Vila Galé tem apostado muito em desenvolver o interior”.

Relativamente ao a concurso para concessão turística a privados da Coudelaria de Alter-do-Chão, ao abrigo do Programa REVIVE, Jorge Rebelo de Almeida explica que “ganhámos o concurso, mas não está ainda assinado o contrato”. Algo que “vamos resolver até ao final do mês”, até “para arrancar com essa obra”, afirmou. Uma vez que “nós temos de resto o projeto pronto e elaborado”.

Elvas e Alter do Chão “são dois projetos muito difíceis, porque não existe ainda um destino turístico aqui”

 

 

 

No que respeita a prazos, o empresário avança que entre “acabar e aprovar o projeto, demorará seis meses”, pelo que se espera que esta pronta a execução do projeto de Alter do Cão “em 15 meses”.

No que diz respeito às perspetivas de retorno da Vila Galé no Alentejo, quer em Elvas, onde o Convento de São Paulo também foi cedido para exploração ao abrigo do Programa REVIVE, como em Alter do Chão, Presidente da Administração do Grupo Vila Galém diz que “são dois projetos muito difíceis, porque não existe ainda um destino turístico aqui”. Contudo, “com o peso que já temos hoje, em termos de Portugal e Brasil, esperamos trazer para aqui um fluxo turístico que dê para trabalharmos”.

“A Vila Galé tem apostado muito em desenvolver o interior e ao contrário de muita gente que fica só pelas palavras, nós passamos à ação”

Além disso, o empresário da hotelaria, sublinha que “a Vila Galé tem apostado muito em desenvolver o interior e ao contrário de muita gente que fica só pelas palavras, nós passamos à ação”. Exemplo disso, aponto, é que “no Alentejo, começámos por ser pioneiros, há 20 anos atrás, fazendo o Clube de Campo Vila Galé”, depois “fizemos Évora, agora estamos a fazer Elvas, para abrir no 25 de Abril do próximo ano e vamos começar este [projeto] da Coudelaria de Alter”.

Em exclusivo à Campanário, Jorge Rebelo de Almeida revelou ainda que “a Presidente da Câmara Municipal de Portalegre está a desenvolver uma pressão grande para a gente vir aqui recuperar um convento”, que “vamos analisar”.

Por fim, Jorge Rebelo de Almeida considera que o grupo Vila Galé, através dos diversos investimentos que tem desenvolvido e do seu peso no mercado “vai com certeza ajudar o interior”, mas par isso “precisamos de todas as ajudas”. Nomeadamente “das Câmaras, das entidades oficiais todas, do governo, toda a gente tem que dar um empurrão para que este interior renasça”.

Uma vez que “nós temos um interior extraordinário, há empresas a apostar no interior”, então “tem que vir mais gente ajudar”. Até porque “não há oásis”, pois esses “são insustentáveis, duram algum tempo se não houver um desenvolvimento conjunto”, sublinha.

“Mas eu acredito que o Alentejo está a entrar numa onda boa”, reitera o administrador do grupo hoteleiro.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Janeiro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31