×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 64
Imprimir esta página

Evora

“Existe já em Évora um conjunto de famílias em dificuldades e sem rendimentos”, alerta Carlos Pinto de Sá (C/SOM)

Regional 06 Jul. 2020

Em declarações à Rádio Campanário, o presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, falou sobre os investimentos na cidade e os números do desemprego no período pandémico.

O autarca recorda que “durante o período de confinamento, anunciámos que íamos manter as empreitadas, as obras que estávamos a fazer porque consideramos que isso era um contributo para a economia, para que não houvesse tanto desemprego, para que pudesse garantir os rendimentos a quem está a trabalhar e minimizar a situação do impacto fortíssimo na economia”.

Carlos Pinto de Sá frisou que a Câmara de Évora continua a “procurar atrair investimento para Évora” e destacou “as duas escolas de formação de pilotos, uma de manutenção, neste caso, de aeronáutica num valor que ultrapassa os 4 milhões de euros; o centro automóvel da StarSul (Mercedes) que é o mais moderno do país, num investimento de cerca de 2,5 milhões de euros e criará, pelo menos, 20 postos de trabalho diretos em Évora e temos mais um conjunto de investidores que continuam interessados em investir e estamos a acompanhar, no sentido de garantir que a vida não para e que podemos minimizar o impacto que, naturalmente, é forte na economia”.

O edil abordou ainda o impacto forte da pandemia em termos sociais e divulgou que “temos já famílias com dificuldades e isso tem aumentado significativamente e existe já um conjunto de famílias sem rendimentos”.

No que diz respeito à taxa de desemprego no concelho, “tivemos um aumento em abril de 17% de desempregados, relativamente ao mês homólogo de 2019 e em maio o número aumentou. [A taxa de desemprego no concelho de Évora] está abaixo da média do Alentejo e do país, o que significa que o impacto é complicado e por isso temos de estar atentos e tem de haver programas nacionais e da parte do município que visam responder a estes problemas”.