Evora

Hospital de Évora com mais 111% de mortes relativamente ao ano passado

Regional 28 Jan. 2021

O número de mortes no hospital de Évora é assustador. A afirmação é de Filomena Mendes, presidente do conselho de administração do hospital de Évora em declarações ao Jornal da Tarde da RTP.

Segundo Filomena Mendes, “nas últimas semanas morrem em média no hospital dez pessoas por dia, o que significa, comparativamente com o mesmo período do ano passado, um aumento de 111% de mortalidade. Na Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) temos cerca de um terço da mortalidade e cerca de um quarto em enfermaria. Estes valores são assustadores e devem fazer-nos pensar a todos como podemos travar esta pandemia.”

Muitos destes doentes morrem na urgência, sem chegarem a ser internados, “não por falta de capacidade do hospital, que se reinventa todos os dias, mas porque chegam já numa fase muito avançada da doença. Quer doentes idosos, quer também doentes jovens”, diz Filomena Mendes.

A presidente do conselho de administração do hospital de Évora acredita que nas próximas semanas, e de acordo com as projeções que tem, “a pressão ainda vai aumentar. Esperamos um afluxo muito maior quer no serviço de urgência, quer em enfermaria, quer, sobretudo, em UCI, já que neste momento estamos a identificar doentes que se infetaram nas semanas anteriores em que ainda não tínhamos os valores que se verificam agora”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Janeiro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31