Evora

Investimento de 1,2 milhões vai dotar Palácio D. Manuel com centro de acolhimento ao turista em Évora (c/som)

Investimento de 1,2 milhões vai dotar Palácio D. Manuel com centro de acolhimento ao turista em Évora (c/som) D.R.
Regional 07 maio 2018

A Câmara Municipal de Évora vai avançar com a requalificação do Palácio de D. Manuel, no coração da cidade. Para tal, irá efetuar um investimento de 1,2 milhões de euros, cuja minuta do contrato com o empreiteiro já foi aprovada em reunião de câmara. O Presidente do Município, Carlos Pinto de Sá disse à Rádio Campanário (RC) que esta intervenção se enquadra no âmbito da “revitalização do centro histórico de Évora”.

Enquadrando este espaço como um equipamento importante no âmbito da reabilitação e animação do centro histórico, Carlos Pinto de Sá disse à RC que da parte do seu executivo “queremos reabilitar o palácio porque é um símbolo da cidade, mas por outro lado queremos que passe a ter novos usos e usos adequados àquilo que é a realidade atual”.

A intervenção agora anunciada “pretende dotar o palácio também de um centro de acolhimento ao turista”, que possibilite “dar uma visão ao turista do que é a cidade de Évora, do que foi ao longo de dois mil anos”, propondo “circuitos, ideias, caminhos, dentro da cidade de Évora, mas também para o Alentejo Central”, explica o autarca.

O Palácio de Dom Manuel, em Évora, já foi conhecido como Paço Real de S. Francisco e foi mandado construir por D. Afonso V, no séc. XIV, tendo ido habitado por vários monarcas, como D. Manuel I, D. João III e D. Sebastião. Atualmente, após ter sido mandado destruir em 1619 por Felipe III, do edifício original resta apenas a Galeria das Damas, em estilo Manuelino.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31