×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 63
JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 68

Evora

IP lança concurso para retomar construção de variante em Évora

Regional 15 Jun. 2021

Foi publicado em Diário da República, no passado dia 31 de maio, o concurso para a elaboração do Projeto de Execução da Variante Nascente de Évora.

De acordo com a informação avançada na página oficial da Infraestruturas de Portugal, o investimento da Infraestruturas de Portugal (IP) na construção desta nova via alternativa enquadra-se nas intervenções definidas no âmbito do Plano Nacional de Investimentos 2030 (PNI2030)

O Projeto, conforme referido pela IP, pretende definir as soluções técnicas para a melhoria o reforço das acessibilidades e da segurança rodoviária na zona periurbana e urbana de Évora. Com a construção deste lanço do IP2 será criada uma ligação privilegiada Norte – Sul aos grandes eixos de tráfego internacional, através da ligação à A6, potenciando desta forma o desenvolvimento económico da região e a mobilidade de pessoas e bens.

Este investimento permitirá a construção da Variante Nascente de Évora, com início no Nó de Évora Nascente da A6/IP7, imediatamente após a praça de portagem, terminando na zona de inserção com o atual IP2, ao quilómetro 273, nas proximidades do Monte de Pinheiros. 

O futuro traçado terá uma extensão de cerca de 13 quilómetros, com um perfil de 2X2, e serão asseguradas as interligações com a rede viária existente através da construção de restabelecimentos de Nós desnivelados.

O traçado, adianta ainda a Infraestruturas de Portugal,  será desenvolvido no território das freguesias de Bacelo e Sra. da Saúde, Nossa Senhora de Machede, Malagueira e Horta das Figueiras, no concelho de Évora, no espaço canal anteriormente definido para o efeito no âmbito da designada Subconcessão do Baixo Alentejo, especificamente no que concerne ao Lanço E, troço do IP2 – Évora (A6/IP7) / São Manços. 

A Rádio Campanário contatou a empresa infraestruturas de Portugal para saber em que fase se encontra o processo.  Pedro Santos, da IP, referiu à Rádio Campanário que o prazo do projeto de execução é de 170 dias.

O concurso público, segundo nos indicou,  encontra-se agora em fase de receção de propostas, estando o mesmo a decorrer pelo período de 33 dias.

A Infraestruturas de Portugal remete mais esclarecimentos para meados do mês de julho, após a conclusão do prazo de recepção das propostas, referindo também que não existe ainda uma data prevista para o arranque das obras e que o processo seguirá a tramitação normal para processos desta natureza.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Agosto 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31