Alentejo

Mais de 40% dos alentejanos não vão a consultas dentárias por falta de dinheiro

Regional 26 Set. 2018

Segundo o Barómetro de Saúde Oral, publicado pela Ordem dos Médicos Dentistas, 34,2% dos alentejanos vão ao médico dentista pelo menos uma vez por ano, e dos restantes que não vão regularmente, em 44,4% casos o motivo é a falta de dinheiro, uma percentagem ligeiramente acima dos 42,8% registados a nível nacional.

Na região alentejana, 33,3% dos habitantes alega que não têm necessidade de consultar um médico dentista, uma percentagem inferior aos 44,5% que responderam da mesma forma a nível nacional.

Dos inquiridos, 24,7% dos alentejanos respondeu ao Barómetro só vão ao médico dentista em caso de dor, essa mesma dor que acaba por ser o motivo pelo qual 20,5% dos habitantes consulta um dentista, segundo o estudo.

No entanto, a higienização, em 28,8% dos casos, e check-up, em 27,4%, sãos os principais motivos que levam os habitantes da região do Alentejo a visitar regularmente o médico dentista, uma percentagem superior ao país, que registou respostas de 22,9% e 20,6% respetivamente.

De acordo com os dados, existem cerca de 300 médicos dentistas a exercer no Alentejo, o que dá um rácio de um médico dentista por 2394 habitantes, ainda que mais de 90% dos alentejanos vivem a menos de meia hora da sua clínica ou consultório de medicina dentária.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31