Alto Alentejo

Ministro do Ambiente defende "nova paisagem" para reduzir área ardida em Portugal (C/FOTOS)

Regional 22 maio 2020

João Matos Fernandes, Ministro do Ambiente, falava aos jornalistas em Marvão, após uma visita a trabalhos de intervenção da rede primária e da rede secundária de faixas de gestão de combustível associadas à rede viária que estão a decorrer no Parque Natural da Serra de São Mamede, acompanhado do Secretário de Estado das Florestas, João Paulo Catarino. 

“Nós temos mesmo que ter uma nova paisagem, onde a floresta desempenha um papel fundamental para podermos valorizar o nosso capital natural e reduzir de forma significativa e, sobretudo, de forma segura a área ardida em cada ano”, referiu.

João Matos Fernandes, relembrou que o Governo se comprometeu, no Conselho de Ministros desta quinta-feira, a reduzir “para metade” a área ardida em grandes fogos “nos próximos 10 anos”.

"Nós temos seis milhões de hectares de florestas e de matos em Portugal. Para fazermos essa redução para metade, independentemente e nunca é irrelevante aquilo que são os meios que temos para o combate aos fogos, temos de ser capazes de intervir em 20% dessa área, 1,2 milhões de hectares em 10 anos”, disse.

“Intervir no sentido de termos nesses 1,2 milhões de hectares, não só as descontinuidades necessárias em face daquilo que são as estruturas contínuas, nomeadamente floresta, introduzindo mosaicos, introduzindo a agricultura e novas espécies”, acrescentou.

A criação do Programa de Transformação da Paisagem (PTP), dirigido a territórios com “elevada perigosidade de incêndio”, foi aprovado quinta-feira pelo Governo, tendo como objetivo tornar aquelas áreas mais “resilientes ao risco” de fogos.

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Junho 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30