Imprimir esta página

Reguengos de Monsaraz

“Nos últimos 2 anos, a CARMIM teve a honra e o saber de ter os vinhos mais premiados do concurso” da Rede Europeia de Vinhos, diz pres. Miguel Feijão (c/som)

Regional 20 Jun. 2019

Os vinhos da CARMIM (Cooperativa Agrícola De Reguengos De Monsaraz) têm sido distinguidos com mais de 600 prémios em vários concursos nacionais e internacionais de referência, conquistando “medalhas de ouro em praticamente todos os concursos” em que participam, realça o presidente Miguel Feijão, em declarações à Campanário.

O presidente da Carmim, aponta que a cooperativa teve em 2018 e 2019 “os 2 vinhos mais premiados do concurso” da RECEVIN (Rede das Cidades Europeias do Vinho), que “junta cerca de 1300 vinhos dos países que pertencem à rede europeia, mas também de regiões de todo o mundo”.

Conquista de prémios permite “divulgar Reguengos, divulgar a Carmim e divulgar a nossa qualidade”
Miguel Feijão

 

O dirigente destaca o trabalho de José Calixto, presidente da RECEVIN e também de Reguengos de Monsaraz, afirmando que a sua ação tem permitido um desenvolvimento do setor no concelho, e no trabalho com vários agentes, ajudando a promover a região, não apenas no setor dos vinhos, como “das mantas, dos queijos, do turismo rural, da beleza natural” do concelho.

“Vamos ver se as coisas continuam tão bem como têm estado, porque é o último mandato que ele tem à frente do município”, conclui.