Alentejo

Nova Ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, “herda” 50 mil hectares de regadio para concretizar até 2022 no Alqueva

Regional 16 Out. 2019

O Sistema Global de Alqueva tem, atualmente, em exploração 120 000 hectares de regadio que compõem o Empreendimento de Fins Múltiplos do Alqueva. O aumento da área regada ao longo da última década, permitiu a progressiva alteração do modelo da agricultura alentejana, tradicionalmente assente no sequeiro e que agora, com a garantia de água do Alqueva, gera novas oportunidades nas culturas de regadio e abre portas às agroindústrias.

O ainda ministro da Agricultura Luís Capoulas Santos, relembrou, recentemente aos microfones da RC, que existe um projeto para aumentar o perímetro do Alqueva em mais 50 000 hectares.

Atualmente com uma área disponível de 120 000 hectares de regadio, a procura tem aumentado significativamente, quer por agricultores, quer por investidores que se pretendem instalar ou estabelecer parcerias, está prevista para 2023 a conclusão das infraestruturas afetas ao projeto Alqueva II, atingindo um total de 170 000 hectares de regadio em exploração.

 

Nascida em 1970 em Abrantes, a nova ministra é licenciada em Bioquímica pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra e pós-graduada em Gestão da Qualidade e Segurança Alimentar pelo Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz.

Maria do Céu Albuquerque era secretária de Estado do Desenvolvimento Regional desde fevereiro deste ano. Com um longo passado como autarca no município onde nasceu em 1970, Abrantes, liderou também o Conselho Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Novembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30