Mertola

“Os factos foram apresentados ao Governo e a decisão foi tomada imediatamente”, diz ministro da Cultura sobre demissão da diretora da DGArtes (c/som)

Publicado em Regional 04 maio, 2018

O Ministério da Cultura anunciou, esta sexta-feira (4 de maio), a cessação de funções da Diretora da Direção-Geral das Artes, Paula Varanda, por esta desde que foi nomeada alta dirigente do Estado, em maio de 2016, nunca ter deixado de ser diretora artística de uma associação em Mértola que é financiada pela própria DGArtes.

À Rádio Campanário, o ministro que tutela a pasta da Cultura, Luís Castro Mendes, sublinha que “os factos foram apresentados ao Governo e a decisão foi tomada imediatamente”, pois considera “uma quebra de confiança politica o facto de não ter sido dado conhecimento, prévio, das atividades artísticas que a diretora-geral exercia”.

Luís Castro Mendes sustenta ainda que, da decisão tomada esta sexta-feira “não há nenhuma qualificação dos factos, há apenas o juízo político que o exercício dessas atividades por parte da diretora-geral deveria ter sido comunicado”, pois, na lei consta que esta função deve ser desempenhada em regime de exclusividade, e a violação da mesma deve findar a comissão de serviço.

Paula Varanda criou em 2008 a Dansul, associação de dança sediada em Mértola da qual continua a ser diretora artistica.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Setembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30