24 Jan. 2022
Nuno Rocha
À mesa com a RC
13:00-14:00

Estremoz

“Queremos que Estremoz tenha qualidade de vida e uma apresentação positiva para quem nos visita”, diz Luís Mourinha sobre empréstimo de 1,7 milhões para requalificações (c/som)

Regional 13 Abr. 2018

Foi aprovado por unanimidade, na reunião da Câmara Municipal de Estremoz, no dia 11 de abril, a submissão à Assembleia Municipal do pedido prévio para a contração de um empréstimo de médio-longo prazo, de 12 anos, no valor máximo de 1,7 milhões de euros. Este empréstimo destina-se à reabilitação e recuperação de edifícios e espaços públicos, como a Biblioteca Municipal, à construção das infraestruturas da Zona Industrial dos Arcos, à construção de um novo depósito de Água em Arcos e ainda à Extensão da rede Pública de Abastecimento e distribuição de Água do subsistema de São Bento do Cortiço. Questionado sobre as intervenções prioritárias, o Presidente do Município, Luís Mourinha, diz que “são muitas, e além destas há mais”.

Contudo, realçou o facto de estas intervenções estarem situadas “nos bairros conhecido por Mendeiros e Casal de Santa Maria, e no Bairro da Cobata e na Avenida Marque Crespo”. Acrescentando que “não foram desenvolvidos os processos mais cedo porque sempre pensámos que no âmbito da reabilitação urbana e de espaços fosse possível candidatar estas obras”, porém “como infelizmente não foi possível decidimos fazer por administração direta”, explicou o autarca à RC, justificando assim a necessidade de recorrer ao empréstimo.

Esta foi “a única solução que achámos, porque queremos que a cidade de Estremoz tenha qualidade de vida e tenha uma apresentação positiva para quem nos visita, que é uma forma também de promover o conselho”, acrescenta. Contudo, salienta que “alguns destes financiamentos também têm a haver com fundos comunitários”, como o edifício da Biblioteca Municipal “que já está aprovado neste momento os 15% da componente da Câmara”.

Ao detalhe, este empréstimo contempla 13 obras, que passam pela reabilitação de edifício Luís Campos e adaptação da Biblioteca Municipal, 303.644,57 €,  a recuperação do espaço público da Envolvente às muralhas de Estremoz, 136 662,26 €, a reabilitação das Portas dos Currais e muralha adjacente, 140.793,04 €, a construção da segunda fase de infraestruturas da Zona Industrial de Arcos, 138.895,00 €, a requalificação da Sede da Sociedade Filarmónica Veirense, 104.850,00 €, a construção de um novo depósito de água em Arcos, 30.000,00 €, a extensão da Rede Pública de Abastecimento e Distribuição de Água do subsistema de São Bento do Cortiço, 120.384,41 €, a reparação, manutenção e pavimentação de arruamentos em várias freguesias do concelho, 414.251,16 €,  uma intervenção na Av. Dr. Marques Crespo, 74.182,68 €, uma intervenção no Bairro da Cobata, 102.290,00 €, uma intervenção no Bairro de Mendeiros e Casais de Santa Maria, nomeadamente na Praceta dos Casais de Santa Maria, 13.488,78 €, na Zona de ligação pedonal na Rua José Félix Ribeiro, 42.706,69 € e ainda no Largo das Traseiras do Café "Oásis da Beira".

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Janeiro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31