Elvas

Vereador Rondão de Almeida pede eleições antecipadas PS reforça confiança política em Nuno Mocinha.

Regional 28 Mar. 2019

O vereador Rondão Almeida pediu que se antecipem as Eleições Autárquicas, quando estamos nem a meio do mandato!

Desde que o Poder Local Democrático foi instituído, em 1976, há mais de 40 anos, todos os órgãos municipais do concelho de Elvas cumpriram na íntegra os mandatos para que foram eleitos.

Aliás, o vereador Rondão Almeida pede que se antecipe as eleições autárquicas, quando tem obrigação de saber que, no Poder Local, não há eleições antecipadas.

Tal como tem obrigação de saber quais as formas de fazer cair os órgãos autárquicos municipais. Mas se sabe, não disse.

De resto, é a segunda vez, em dois mandatos seguidos, que o vereador Rondão Almeida fala na queda de órgãos das autarquias.

A Câmara Municipal de Elvas “está a criar uma dívida para anos futuros”, disse o vereador Rondão Almeida.

Esta afirmação está errada, pois a Câmara Municipal continua a fazer obra, a levar por diante o seu programa social, a honrar os seus compromissos, a pagar aos fornecedores e tudo isto sem dificuldades financeiras, ao contrário do que alguns, erradamente, teimam em afirmar.

Vamos mais longe: até este momento, sob a presidência de Nuno Mocinha, o Município de Elvas não contraiu qualquer empréstimo!

Mas compreende-se que se faça confusão: é que, por três vezes (em 1994, 98 e em 2000) a Câmara, então presidida por Rondão Almeida, contraiu três empréstimos.

O vereador Rondão Almeida foi eleito pelo movimento Rondão Almeida Elvas Nosso Partido. Um movimento cívico que se extinguiu no ato eleitoral. O senhor sabe disso, mas faz-se de vítima ao referir que a Câmara se negou a ceder um espaço municipal para um grupo de eleitos se reunir.

De resto, o vereador tem em seu poder um parecer jurídico que dava conta da ilegalidade de tal cedência.

Por outro lado, no último fim-de-semana, a Câmara cedeu o espaço do CNT para o PCP fazer um almoço regional dos seus 98 anos.

Tal como é verdade que ao CDS, por exemplo, já foi cedido o Auditório São Mateus para uma reunião nacional.

Tal como ainda é verdade que, na última reunião de Câmara, aprovou ceder-se o Cineteatro ao MAI – MAIS – Movimento Autárquico Independentes.

O vereador Rondão Almeida, que foi presidente da Câmara durante 20 anos, sabe bem que uma autarquia não pode ceder espaço sem ser a entidades legalmente constituídas.

Sabe, mas prefere fazer a figura de vítima e tentar que as pessoas achem que o senhor anda a ser perseguido.

Ao referir-se à atualização do preço da água, o vereador Rondão Almeida falou num aumento de 3,3%, quando tal acréscimo foi de 1,9%. Ou seja, quem fala em 3,3 em vez de 1,9 não está a falar verdade.

O vereador Rondão Almeida, na reunião da Câmara Municipal de quarta-feira, quis saber informações sobre o processo de concursos públicos de admissão de pessoal que ainda decorre.

O senhor vereador sabe que tal tipo de informação não pode ser prestada, por se tratar de assunto confidencial, apenas no conhecimento dos júris dos concursos.

Sabe, mas acha que ganha alguma coisa a enganar as pessoas, ao falar que lhe são negadas informações.

A Comissão Política Concelhia de Elvas do Partido Socialista, nesta intervenção pública, saúda o excelente trabalho de Nuno Mocinha e sua equipa, na Câmara Municipal, na Assembleia Municipal, nas Juntas de Freguesia e nas Assembleias de Freguesias.

A todos reconhecemos o empenho e dedicação que têm demonstrado, ao mesmo tempo que os encorajamos a prosseguir os mandatos para que foram eleitos pelo povo do concelho de Elvas.

E foi esse povo que, em 1 de outubro de 2017, com números muito claros, disse quem queria a governar o concelho, tal como ficou bem claro que o povo também disse quem não queria que fosse eleito para cargos a que se candidataram.

Por isso, basta de tanta demagogia, basta de mentiras.

Por isso, é preciso respeitar o povo!

E Uma respeitar o voto popular é deixar trabalhar quem ganhou, mas também é pedir a quem perdeu que aceite democraticamente o seu lugar, mesmo que esteja pouco habituado a ele….

Tudo e todos têm o seu tempo.

E não perceber isto, além de penoso, é não entender que os ciclos acabam e o tempo não pára.

 

Conferência de imprensa do partido socialista de Elvas.

28-3-2019

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31