Arronches

Dia do Comando Territorial da GNR de Portalegre celebrado em Arronches. Comandante diz "a nossa missão é estar próximo das populações" (c/som e fotos)

Reportagens 29 Out. 2019

Decorreu esta terça feira, 29 de outubro, o Dia do Comando Territorial de Portalegre, numa cerimónia que teve lugar na vila de Arronches.

A Rádio Campanário marcou presença e falou com o Coronel Joaquim Vivas, Comandante do Comando Territorial de Portalegre, que começa por referir aos nossos microfones que “todos os anos escolhemos uma localidade diferente para assinalar as comemorações, levando assim a GNR a todas as populações do distrito”.

Joaquim Vivas refere que “a criminalidade aumentou”, explicando depois que “aumentou aquela que é da responsabilidade das forças de segurança, nomeadamente o tráfico de estupefacientes, a condução sob efeito do álcool e tudo isso resulta da proatividade da GNR”.

“Nós existimos para servir as populações, temos de fazer todos os nossos esforços no sentido de aproximarmos a Guarda das populações”
Joaquim Vivas

 

O comandante considera que “nestas comunidades de baixa densidade, que existem no Alto Alentejo, as populações não têm tanta capacidade de autoproteção, logo compete-nos estar junto deles”.

Questionado pela RC sobre eventuais carências do Comando de Portalegre, Joaquim Vivas refere que “temos os meios para cumprir a nossa missão, claro que os recursos são sempre escassos, todos gostaríamos de ter mais meios”.

Para Fermelinda Carvalho, autarca de Arronches, “estas cerimónias, por norma, realizam-se sempre na capital de distrito ou em cidades, obviamente que é com gosto que o Município de Arronches acolhe aqui a cerimónia”.

A edil considera que “a GNR é uma entidade que trabalha com todos os cidadãos independentemente de serem de uma cidade ou de um pequeno concelho”.

Fermelinda Carvalho refere que “as autarquias devem ter uma proximidade com a GNR”, justificando que “se queremos um concelho com baixa criminalidade temos de trabalhar todos em conjunto”.

“As Câmaras Municipais têm de estar próximas da GNR”
Fermelinda Carvalho

 

A presidente da Câmara Municipal de Arronches revela que “o posto tem tido algumas carências e a Câmara tem dado a sua ajuda”, exemplificando com “a oferta de uma viatura e as obras de melhoramento do quartel”.

Questionada pela RC sobre o número de efetivos em Arronches, Fermelinda Carvalho refere que “obviamente que precisávamos de mais”, no entanto “caso se mantenham os que temos já é bastante positivo”, a autarca acrescenta ainda que “todos os militares tem dado o seu máximo em prol da população do concelho, o que nos torna num dos concelhos mais seguros do país”.

Gonçalo Lagem, autarca de Monforte, refere aos microfones da RC que “a GNR é uma instituição transversal a todos os cidadãos, que nos honra a todos, que desempenha a sua função, diariamente, para proteção de todos nós”

“O papel da GNR tem de ser louvado”
Gonçalo Lagem

 

O autarca considera ainda que a GNR “muito tem feito para que nos sintamos seguros, confortáveis, sabemos que é o seu papel, mas temos de louvar o desempenho que tem tido”

     

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31